segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Diálogos com Lara

Filha, vamos contar suas pintas? 1,2,3...

Ela olha pro outro braço e diz:
-não tem pinta! Compá! (comprar..)


Onde vende pinta, moça?

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Retrospectivas em vídeo

Sabe aqueles vídeos de aniversário e casamento?! Adoro muito! Pra quem acompanha a trajetória da criança é emocionante.

Aline faz vídeos em temas personalizados da sua festa, só entrar em contato Anili Retrospectivas

Vejam que linda essa da Galinha Pintadinha:








sábado, 27 de fevereiro de 2016

Depoimento da Mamãe Tay

Trabalho num escritório de contabilidade na parte fiscal, desde 2008, sai em 2011, trabalhei em outro escritório, retornei para esse que estou atualmente em 2013, estava grávida do Jorge Davi, mas não sabia. O que mais gostava de fazer antes da maternidade, era dormir, ouvir músicas (pagode), saia com as “amigas” para pagodes, mas depois que me tornei mãe, tudo mudou, as “amigas” se afastaram, mas não me arrependo nenhum pouco, pois essa foi a melhor decisão que tomei em toda minha vida, o tempo só faz nos mostrar quem realmente são as pessoas. Meu sonho como mulher é ter instabilidade financeira, poder dar uma boa educação para meus filhos, ter meu próprio espaço, meu negócio, ajudar meus pais, pessoas que realmente sempre me ajudaram e se importam comigo. Sonho de toda mãe é primeiramente ver seu filho saudável, quero poder dar uma boa educação pra eles, ensinar valores, que eles sempre coloquem Deus acima de tudo, pois sem Ele nada somos. Sou católica, mas já fui à igreja evangélica, frequento o espiritismo algumas vezes, mas Deus é um só! Não sou frequentadora assídua de igreja, mas sempre faço minhas orações, por onde vou sei que Deus está sempre comigo.

Depois da minha primeira gravidez, eu deixei a faculdade, que tinha acabado de iniciar. A volta ao trabalho foi um pouco difícil, devido ter passado tudo o que passamos (Leia como foi o nascimento do Jorge Davi), mas fiquei mais tranquila porque ele estava em boas mãos, minha mãe cuidaria muito bem dele, para onde vou ele vai comigo, não me arrendo nenhum pouco da maternidade, não saio mais a noite para festa, como antes. Uma vez ou outra quando aparece uma formatura, o pai fica ou minha mãe. Atualmente, trabalho 6 horas por dia, no período da manhã, estava com planos de voltar a estudar, mas Deus me concedeu novamente a oportunidade de ser mãe pela segunda vez. Não estava em nossos planos, foi um choque muito grande, nossa, o Jorge Davi ainda é um bebê, se com um já é difícil, imagine dois!!!! Mas tenho fé que tudo irá dá certo,é Deus quem traça nos caminhos.  A gravidez de um para outro está sendo bem diferente, pois agora além de eu ter um bebê pequeno, estou separada do pai deles, no inicio foi muito difícil, mas agora estou bem tranquila com relação a isso, Jorge Davi no começo estranhou um pouco, mas a rotina dele praticamente continua a mesma, o pai só não dorme mais com a gente. Depois que a Mariana chegar, e acabar minha licença vou continuar trabalhando, se Deus quiser! Minha mãe vai ficar com os dois, e agora também está melhor porque são 6 horas por dia, vou colocar o Jorge Davi para estudar em agosto ou ano que vem, mas ele não dá grande trabalhos, é espoleta, mas tem duas crianças já em casa, meus sobrinhos, eles brincam, brigam, mas se distraem, rsrsrs.

O amor está aumentando cada vez mais, principalmente depois que descobri que era uma menina, as vezes nem acredito, nossa um casal, dois mundos totalmente diferentes!!! Vou tentar sempre dar amor igual para os dois, criar meus filhos sem desigualdade, já vi muito pai preferir um ao outro, a mãe também, mas da minha parte vou tentar fazer de tudo para que eles se sintam amados igualmente, cresçam sem diferenças, sejam unidos, se respeitem, tudo que não sou com meus irmãos. Fico pensando da parte do pai, como vai ser, já que ele não queria, se vai dar o mesmo amor que dá para o Jorge Davi, às vezes me sinto triste quando penso nisso. Mas sei que Deus já preparou tudo, o que tiver que ser será!!!!

Em poucas palavras, minha maternidade se resume em AMOR INCONDICIONAL.





Por: Taynnã Rodrigues da Silva



quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Vamos pra balada, mamãe?

E aí?

A amiga te convidou pra balada no final de semana e você está em dúvida se vai?
Bem vinda ao clube, amiga.
Podemos até estar morrendo de vontade de sair. Nossa mãe está apoiando dizendo que fica com o bebê, que precisamos nos divertir... Mas estás cansada não é? Só queres dormir...

Mas sabe, você não deixou de ser jovem. Cansada você vai ficar de qualquer jeito. Então se divirta um pouco
não é sempre que surgem convites sinceros e nem ajudas.

Então não perca a chance de ser jovem.

E não pense no que vão falar. Os que falam não ajudam, não acrescentam em nada. Acrescentam aqueles que fazem.

E lembre: O sucesso para uma mãe feliz é estar bem consigo mesma. E isso reflete diretamente no seu filho. Se você se sente bem como mulher, será ainda melhor como mãe.

Mas se o melhor ainda é dormir, descanse... Também não é sempre que alguém olha nosso bebê só pra gente ter a "regalia" de dormir.

Nunca esqueça: Ser mãe é padecer no paraíso. Mas ninguém é de ferro e o padecer pode ser amenizado por você. Apenas não se culpe, você só tem que dar amor verdadeiro. O resto é acréscimo.


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Estudando com a Mamãe


Quando Lara ainda era um bebê já era desafiante estudar com ela. Mas precisava e assim eram nossos dias:





Nunca Liguei de fato pra que ela riscasse meus livros, sabia que seria e é a única forma de conseguir estudar. E ela não tem culpa, então não adianta dizer: "não mexa aí, não mexa ali.." Ela só está mexendo porque estou fazendo uma atividade que teoricamente "não deveria. 




O mais difícil de tudo é concentrar-se, você precisa prestar atenção no que está lendo e também no bebê para que não se machuque, até porque caneta é perigoso para eles. Mas somos mulheres né?! e mulheres tem a incrível capacidade de fazer mil coisas ao mesmo tempos.. rsrs




Por: Bruna Francine


domingo, 21 de fevereiro de 2016

Diálogos com a Lara

👩​ Lara, quer ajuda?
👧​​ Quero
👩​ o que você quer fazer, pra mamãe ajudar?
👧​​Bagunça!

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Tatuagem para mães

Homenageando os filhos..


Eu ainda não decidi exatamente qual tatuagem fazer. Mas quero uma bem delicada com o nome da Lara no antebraço, próximo ao pulso. E outra próxima a nuca com nome de Ariel e um anjinho.
Ainda estou criando coragem, sei que tatuagem tem que ter um significado pois é a para a vida toda.
É necessário não só decidir qual tatuagem fazer, mas quem será o tatuador, qual caligrafia vamos escolher, e uma série de coisas que a tornam pessoal. Pois isso que a tatoo é " uma marca sua", do que você ama, do que acredita, de algo que sonha, ou algo que representa muito para você. 
O nome dos filhos é algo que nos fará lembrar todo dia que essa "marca" é eterna e que esse amor só aumenta, dia a dia.


Pesquisando na internet achei alguns exemplos muito legais:










Por: Bruna Francine

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Brincadeiras de Criança - Histórias

Aflorar a imaginação da criança é importante desde cedo...

O momento da história faz com que você esteja presente nesse momento, que viaje nas asas da imaginação juntamente com o seu filho. É um momento encantador, em que normalmente esquecemos da correria do dia-a-dia e paramos pra ficar juntos com nossos pequenos.
Fomos ao shopping um dia desses e estava tendo uma feira de livros, quando se trata disso nunca recuso deixar a Lara ficar a vontade em escolher um para ela. E o livro escolhido foi uma maletinha que contém dez livros de contos tradicionais (Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve, Aladim e os Três Porquinhos), e vem os personagens de papel para a criança brincar; a própria maleta vira o cenário. Os livros usamos para contar a história antes de dormir, e de dia colocamos a historinha em prática.

Mas o melhor de tudo isso é o amor, carinho e a cultura que podemos transmitir.













Por: Bruna Francine

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Diálogos com Lara

Estava eu levando Lara para escola; quando chegamos parei na porta conversar com a Tia.. Impaciente ela virou e disse: "Mamãe, quelo entá na sala" (Entrar na sala).


Então tá, né..




segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Depoimento da Mamãe Pamela Carolina da Silva

"Aos 15 anos estava para acontecer algo que mudaria não apenas a minha vida, mas também a da minha família. Eu, uma adolescente estudava e cuidava da casa para minha mãe trabalhar, comecei a jogar futebol e com isso fiz várias amizades. Em um determinado dia fui passar a tarde na casa de uma de minhas colegas, a mãe dela estava gravida no 8º mês de gestação eu fiquei encantada; conversava com a bebê, e passei a ir com mais frequência a casa dela, e aí chegou o grande dia 03.02.2009 Eloáh Dezirê  estava a caminho. Eu estava ansiosa mesmo ela não sendo nada minha; então ela nasceu cheia de saúde e vida, uma princesa. O tempo foi passando e eu estava sempre ali ao lado dela, adorava ouvir seu chorinho, levava para passear...

Em dezembro, de madrugada, recebi uma ligação da “mãe” da Eloáh pedindo para eu ir buscar ela, pois estava tendo uma festa na casa dela e a bebê estava chorando muito e incomodando eles, sem pensar duas vezes me vesti, acordei meu irmão e fomos buscar ela, peguei-a apenas e fui embora. Levei-a para minha casa a troquei e a fiz dormir. No dia seguinte não tínhamos nada de bebê em casa, pois estávamos todos grandes já. Então minha mãe e eu fomos à farmácia e compramos mamadeira, fralda, leite, e as vizinhas deram umas roupinhas para ela.

Sua “mãe” veio dois dias depois buscá-la, mais aí o amor já havia nascido dentro de todos nós; sempre ia em casa passar o dia e tudo mais, chegou a época do carnaval e sua “mãe” sempre gostou de sair curtir, você ficou em casa uma semana, o tempo foi passando e ela cada dia mais junto a nossa família. Chegou o dia em que ela visitava a família biológica, pois já estava morando comigo e minha família. Abri mão de baladas, “amigos” entre outras coisas, pois a partir do momento que ela entrou em minha vida passou a ser prioridade, e não me arrependo do que fiz faria tudo novamente.

E até hoje 2016, a 7 anos, tenho me dedicado a minha princesa, faço de tudo: educo, levo ao médico, levo para passear, levo a igreja dou opções de que caminho ela deve seguir, mas quando foi o tempo certo irá escolher. Passamos por altos e juntas isso fez com que as quedas fossem amortecidas, ela é dona de um olhar meigo, de uma pureza que quem conhece jamais esquece, um doce de menina que a cada dia que passa me enche de orgulho.

Por: Pamela Carolina da Silva





Pamela tem 21 anos e escolheu ser mãe puramente por amor!




domingo, 14 de fevereiro de 2016

Domínio Público

Imaginem uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes 
a ser desativada por falta de acessos.

Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente:

· Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ;

· escutar músicas em MP3 de alta qualidade; 

· Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia; Domínio Público

· ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA, ARTIGOS 
CIENTÍFICOS e muito mais....

Esse lugar existe!

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso, basta acessar o site:




Só de literatura portuguesa são 732 obras!

Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.

Tem livros infantis de alta qualidade; vamos divulgar! 

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Mãe: Seja você!

Quantas vezes nos sentimos culpadas pela juventude "perdida"... Nos sentimos culpadas pela falta de experiência.... Ou aquela culpa que dói quando nos sentimos a pior mãe do mundo... Culpa até mesmo quando pensamos em nós..

Mas quem foi que disse que você tem que ser perfeita? Que sua juventude acabou? Que você não pode ter sonhos? Ou que você não é uma boa mãe?

Com certeza quem te disse isso nunca te deu um pacote de fraldas, nem te levou pra sair quando estava nervosa.. Não enxugou suas lágrimas quando elas escorreram... Não te fez sentir amada...

Quem te deu um abraço foi você mesma... Quem enxugou as lágrimas e foi lá cuidar do bebê foi só você... Mesmo que você tenha amigos bons, mãe, sogra... (quem te ajuda de verdade nunca te julga)...

Então mamãe: Tem sonhos? Corra atrás...

Não pense que estará deixando seus filhos, porque não estará. Você estará apenas sendo você. Você vai saber ser você e ser mãe. Você é mãe! Mas antes disso você é uma mulher!


Mulher de quem seu filho vai querer se orgulhar! Não desista! Se ame! O melhor amor para um filho vem primeiro do seu amor próprio! Você não está sozinha!







Por: Bruna Francine

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Brincadeiras de criança - Casinha

Desde os primórdios da civilização crianças são colocadas como seres puros, criativos, que fazem as próprias brincadeiras conforme vêem os adultos fazendo. Crianças nada mais são do que um reflexo dos seres que se dizem adultos e maduros. Porém, com tanta tecnologia, tanta informação, oportunidades, brinquedos prontos, se perdeu a efetiva realidade de ser criança. É difícil crianças que brincam com brinquedos que inventaram.
Hoje em dia são mais "inteligentes" sim... Mas será que essa inteligência precoce não tem feito se perder a verdadeira beleza da vida já desde a infância?
É difícil dizer como tem que ser, mas quanto mais natural melhor.


Hoje foi dia da Alice brincar e imaginar. Apesar de alguns brinquedos "prontos" hoje foi dia de brincar da tradicional "casinha"... lençol e cobertor fizeram a vez dos tetos e paredes da casa...

E que mais crianças sejam crianças... Que mais crianças brinquem... Que mais crianças vivam!












Por: Bruna Francine




Destaque do dia

FANTASIA DE CARNAVAL - "PRINCESA UNICÓRNIO"

Receba novas postagens por e-mail!

Posts Recentes