quinta-feira, 3 de maio de 2018

Ser mãe


Ser mãe tem suas loucuras...
Tem dias que piramos, literalmente.
Queremos fugir.
Mas em instantes estamos voltando.


Tem dias que pensamos não haver escolha melhor
E neste dia pensamos que somos heroínas.
Nestes mesmos dias cansamos
E nos sentimos um nada para nada.

Ser mãe tem seus amores...
Somos beijadas e amadas inocentemente
Somos heroínas aos olhos dos pequenos 
(e dos grandes)

Tem dias que achamos que estamos erradas
e neste dia tentamos mudar
Tem dias que temos a convicção de estarmos certas
e neste mesmo dia tentamos melhorar

Ser mãe é cosntante evolução
De mulher
De ser humano
De mãe...

Ser mãe, é olhar para uma foto e fazer careta
é chorar no chuveiro
ou no travesseiro.

Mas mais que tudo,
ser mãe é AMOR.

Sem medida, 
sem formas,
sem explicação.

Sem mãe é

ser entrega, ser doação.

Doar-se por inteira. 

E se pudesse escolher todas as dores novamente?

Eu ainda escolheria: SER MÃE!


Bruna Francine Bronzato
Advogada, mãe de casal

Não esqueçam de seguir nas redes sociais: 
meu instagran pessoal @drabrunabronzato onde mostro mais a maternidade e minha vida pessoal mesmo, e também no instagran do escritório @bronzatoadvocacia onde além de dicas e motivações diárias, também podem  acompanhar minha rotina, e como tenho lidado com o início de carreira e um bebê de 7 meses me acompanhando em tudo, rsrs.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

O que de fato é viver uma maternidade consciente?

Um tema que está na moda hoje em dia, não é mesmo?
Várias são as # usadas com o tema. Muitos são os blogs que falam sobre e nos ensinam a ser mães e a ter uma maternidade assim.

Mas qual é exatamente a regra? O que exatamente é ter uma maternidade consciente?

Me questiono todos os dias se buscar os melhores caminhos realmente estão me levando aos melhores caminhos, porque as vezes, é muito mais que fazer o certo. Não podemos fechar nosso mundo no pós maternidade apenas ali, temos um mundo inteiro para viver, nossos filhos tem, e precisamos ensinar isso a eles. Precisamos ser maleáveis, entender, compreender.

Regras podem ser seguidas, desde que não nos aprisionem como mães e mulher.

Sempre acreditei que a melhor escolha é aquela que vem do coração.

E a verdadeira consciência de uma mãe sempre deverá vim daí. De nada adianta todo conhecimento, se não houver amor, compreensão, não só com o filho, mas com a sociedade em que ele está inserido.

Já parou para pensar que seu filho não será sempre seu?

Continuamos criando filhos para o mundo, e precisamos pensar que nossa escolha consciente é o que fará diferença em um mundo melhor.

A forma que você escolheu, seja lá qual for, está tornando um ser humano melhor para o mundo?

Se sim, continue!

Coração de mãe nunca se engana. Repito: a verdadeira consciência maternal vem do coração.



Grandes beijos!

Não esqueçam de seguir nas redes sociais: meu instagran pessoal @drabrunabronzato onde mostro mais a maternidade e minha vida pessoal mesmo, e também no instagran do escritório @bronzatoadvocacia onde além de dicas e motivações diárias, também podem  acompanhar minha rotina, e como tenho lidado com o início de carreira e um bebê de 7 meses me acompanhando em tudo, rsrs.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Agora que sou Advogada

Eu sempre achei que as coisas melhorariam, sempre lutei por isso.


Quem me acompanha desde o início sabe a luta que foi conciliar maternidade, faculdade, trabalho e depois estágio.

Eu poderia ter escolhido um caminho mais fácil, mas sou teimosa, acredito no potencial que tenho de fazar grandes/todas as coisas, então levantei a cabeça, mesmo tendo vontade de desistir muitas vezes.

Lutei, chorei, sofri, sorri. E se valeu a pena no final?

Olha, eu não sabia que o início de carreira seria ainda mais desafiador, intenso e dolorido rsrs.

Mas valeu muito a pena, e mesmo nas dificuldades continua valendo. Porque agora, cada dificuldade vem para melhorar ainda mais. Hoje tenho algo, sou alguém. Sou mãe de dois. Sou advogada!

Posso seguir um longo caminho, mas cada dia será melhor e terei cada vez mais orgulho de mim.

Mas o que muda tanto assim do dia para a noite? O que muda apenas por receber uma identidade vermelha?

Não sei dizer, mas o sacrífio para tê-la, faz tudo ser lindo, mesmo que difícil, continua sendo mágico.

Querem acompanhar minha rotina doida (já ouviram dizer como é doida a vida de um advogado né?) e como concilio tudo isso com a maternidade?

Prometo tentar postar aqui, mas para garantir que verão tudo sigam no meu instagran pessoal @drabrunabronzato onde mostro mais a maternidade e minha vida pessoal mesmo, e também no instagran do escritório @bronzatoadvocacia onde além de dicas e motivações diárias, também podem  acompanhar minha rotina, e como tenho lidado com o início de carreira e um bebê de 7 meses me acompanhando em tudo, rsrs.

Mas antes de tudo, quero agradecer imensamente a cada uma de vocês que fazem parte da minha história, da minha construção, como mulher, como mãe, como profissional.

Cada recado, cada comentário, cada e-mail... Vocês são especiais e minha inspiração pra ir muito além!





Grandes beijos, 

com muito carinho.


Bruna Francine Bronzato
Advogada, mãe de casal.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Cantinho da calma

Toda casa precisa de um cantinho que a família vai para ler, respirar, se acalmar...

Já viram essa ideia? Compartilho com vocês nosso cantinho super simples e improvisado mas que já nos traz bastante tranquilidade...

sexta-feira, 16 de março de 2018

Identificando os sentimentos

Ah! os sentimentos! São tantos e parecem tão complicados!
Criança é feliz de natureza, ela sempre está feliz por isso é tão fácil para elas voltarem a brincar, se relacionar com os outros, perdoar e amar.

Continuação dos tutoriais...Como lavar louça?

Gêmeas estão com 4 anos e com eles achamos legal começar colocar algumas responsabilidades, de acordo com a capacidade delas.
A Nicole que vai fazer 6 estamos acrescentando outras.

Como tomar banho? um tutorial...

Todo dia, todo dia é uma luta na hora do banho. Nicole está com quase 6 anos e já começamos deixar ela tomar banho sozinha.
À direita temos tomar banho lavando o cabelo e à esquerda sem lavar o cabelo.
Mas era sempre a mesma coisa, um banho de 30 min com a água ligada e ainda esquecia algumas coisas.

Destaque do dia

Ser mãe

Receba novas postagens por e-mail!

Posts Recentes

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?