Pular para o conteúdo principal

Postagens

Era só pedir...

Esse fim de seamana me deparei com esses quadrinhos mega realistas. Foi traduzido do francês pela Bandeira Negra.
Post Original da Bandeira Negra.
Post Original da Emma em francês.




Postagens recentes

O que é cor de pele?

Ni vem até mim e diz: -Mãe! Me passa a cor de pele?

Ah escola! Como você tem grande influência e não aproveita!

- Nicole, o que é cor de pele? Que cor é a pele do Vitor da sua sala?

- Humm.... preto!

- Então Ni, esse rosinha não é cor de pele, o que isso significa? O vitor é negro e não tem pele?

- Mas é a cor!

-Podemos chamar de rosinha que acha?

- Que tal cor de porco?

- Nem todos porcos são rosas mas tá. Pode ser...

Juro que a próxima vez que eu for num bazar compro novos lápis e giz de cera da cor da pele.
Em pleno 2017 e isso ainda é repercurtido na nossa sociedade.
Não falo pelos negros, mas tenho obrigação como mãe de dar um "basta!" nessa cultura racista.
Aline Viana



Carta para uma amiga que acabou de parir

Querida amiga,
Quantos medos surgiram desde a descoberta da gravidez não é mesmo?  Mas estava lá junto de você; como mãe eu já sabia que você não se arrependeria e que no final iria fazer tudo por esse serzinho. Nem sabíamos ainda quem estava vindo por aí, e nem como as coisas iam ficar. Mas eu sabia que você iria se sair muito bem, mesmo com essa carinha de menina, jeitinho meigo de ser. E aos poucos você mesma foi descobrindo o poder que tinha, descobriu a mulher que você pode ser!
Me orgulho de teres conseguido, amiga! Me orgulho de ter me permitido participar dos momentos, de comprarmos as primeiras roupinhas juntas, de estar junto no primeiro exame de sangue, de mandar e receber mensagens. 
O tempo passou, e comprovado cientificamente ou não, você transmitiu o amor da sua maternidade para mim, num dos piores momentos que eu estava passando, a dor por completar um ano da perda do segundo filho (que pra mim sempre será o segundo filho). Você me ouvia todos os dias, lembra? Quando eu ch…

Quando foi que viramos máquinas de produzir filhos?

Parece chocante um título como esse, mas ele veio de uma reflexão pós entrevista realizada pela rádio Nova Porto a um dos obstetras mais respeitados aqui da minha região.
Esse contexto me impactou, vindo de um médico que traz à vida muitas crianças há quase 20 anos de profissão. Segundo ele, os nascimentos mudaram significativamente nesses anos, antigamente ele acompanhava famílias super ansiosas e próximas para a chegada do bebê, que cuidavam da mulher grávida como uma joia rara, e ela mesma assim se via.
Conforme ele foi descrevendo as mudanças que foram acontecendo, comecei a pensar no espiritual da coisa, aquela profundidade do que ele estava falando. É mais do que planejar o parto, muito mais do que arrumar o quartinho, fazer enxoval. Veja bem, nós fazemos tudo isso hoje em dia, então podemos dizer que não somos máquinas né?! Nós temos sentimentos...
Sim, nós temos. É inegável o amor que provém de uma mulher que se vê a espera de um filho.
Porém a questão da espera de um bebê co…

Peitos, mamilos, sutiã, celulite...

Hoje estava eu vendo vídeos no youtube e curtindo muito a Julia do canal Jout Jout.
Aí me deparei com vídeo muito incrível (como diz a Nicole) e foi esse:

kkkkkkk, assistiram? Gente como alguém pode falar tão bem de mamilos e celulite? hahaha.
Eu super me identifiquei pois meus peitos são pequenos e odeio os sutiãs de bojos que usava, e ainda uso hahaha. Fica aquele espaço que você abaixa e encherga o próprio peito dizendo: OI! Tentou me cobrir mas aqui estou eu!!
Eu aprendi com essa linda internet que aproxima pessoas que eu nem conhecia que sou linda e gostosa do meu jeito! Com meus peitos pequenos, baixinha e gordinha!
Já faz um ano que estou aprendendo a me amar pelo que sou lendo os posts da Carolina Darcie. Não conhece? Corre lá e siga a página pessoal dela. Uma mulher maravilhosa que fala de feminino e maternidade de uma forma super sincera e incrível. 
Aí minha tia recomendou o canal da Jout Jout. Amiga! Te amoooooo!
Mulheres lindas que passam por essa página. Assitam a Jout e…

Qual nosso valor? Qual o valor da mãe que há em você?

Estamos em crise  econômica e política. Brasil cada dia levanta mais um pouco da saia e vemos suas sujeiras.Empregos e ações caindo. Preços aumentando.

Sabemos o quanto isso é bom para os brasileiros, mas até nos recuperarmos dessa crise quem mais sofre? Quem tem filhos.

Não é fácil ser mãe e não ter dinheiro. Não poder fazer todas as vontades do filho dói demais!
Ontem eu não resisti. Foram muito dias recusando brinquedos e bolinhos no mercado. Já dei muito "não" e não consegui dar outro. Minhas filhas são extremamente compreensivas. O que dói mais ainda, porque é fácil dizer não para a criança que faz birra e se joga no chão. Mas dizer não para aqueles olhos brilhantes perguntando: "É caro mãe?" dói demais!

E eu me dei conta do meu valor como mãe. De ser forte. De ir contra meu ímpeto de comprar tudo. Porque muitas vezes não queremos criar seres consumistas mas em outras muitas vezes é por não ter dinheiro para comprar tudo que eles querem. De querer comprar tudo…

Fiz uma caixa de livros

Já quiz muito ter uma prateleira para os livros das meninas mas não consigo comprar, então fiz eu mesma. Tive uns machucados com ferpas e duas bolhas não mas valeu a pena hehe.
Eu tinha uma caixa aqui em casa, desmontei uma parte, lixei, preguei. Cortei uma tábua que tinha aqui da contrução e parafusei.
A pintura ficou para as meninas, ficou bem irregular rs, mas com a cara delas.
Ficou simples mas amei!
Segue abaixo as fotos das etapas.



Veja outras idéias de reaproveitamento que tirei da internet:









Gostaram? Eu amo reaproveitar, aqui temos dois bancos de pallet e um balanço com madeira que sobrou no nosso telhado. Beijos! Aline Viana

Postagens mais visitadas deste blog

TAG - Eu NUNCA

Por ideia da minha xará Bruna do Blog Maternices vou responder a TAG de coisas que nunca fiz ou nunca aconteceram comigo. Vamos a dez respostas.

No fim indicarei alguns blogs que gosto muito para responder a TAG também.



Eu NUNCA fumei;
Eu NUNCA pintei meu cabelo de roxo (eu ainda morro de vontade);
Eu NUNCA pintei as unhas de preto (sabe que eu nunca tinha me dado conta disso?!)
Eu NUNCA terminei de ler "O mundo de Sofia" (estou lendo ele desde o terceiro colegial - vulgo 4 anos)
Eu NUNCA parei pra pensar as coisas que eu NUNCA fiz (parei agora - foi difícil, viu?! rsrs)
Eu NUNCA dormi descoberta (mesmo no calor de 33 graus - tenho medo.)
Eu NUNCA acampei (sempre quis)
Eu NUNCA fiquei engessada (mas sempre quis só pra escreverem no meu gesso. rsrs)
Eu NUNCA vou deixar de dormir sem cobrir
Eu NUNCA assisti a um jogo de vôlei ao vivo (ainda quero)

Blogs que sigo e indico para responder a TAG:
Mitos, Rock & outras Filosofias
O Blog Que Não é Blog
Casal Be&Be
Casa Dreans
Carol NM
Lusita…