A emoção da mãe e a emoção do pai

Cada um reage a sua maneira. Além de termos nosso gênero(homem/mulher) influenciando nossas escolhas e sentimentos, também temos histórias de vida, personalidade, compreensões diferentes sobre o mundo.

Há muito conflito aqui em casa por causa disso, cada um sente o mesmo sentimento à sua maneira que as vezes fica incompreensível para o outro.

Contextualizando:



Hoje foi o primeiro dia de aula da Nicole, não me lembro se contei aqui mas ela foi contemplada no sorteio do SESI. Uma escola muito concorrida e desejada. O valor da mensalidade é baixíssimo se comparar o de outras escolas com mesma estrutura. O SESI não se preocupa apenas com aluno mas com toda família e oferece qualidade de vida.

Eu fiz todo cadastro dela, fomos lá verificarmos se ela havia passado para classificação de sorteio(onde muitos já foram eliminados). E quando nós fomos lá e eu vi: Classificada para sorteio. Eu já vi que ali, aquele dia podia mudar a vida inteira da nossa família. Até fiz um vídeo daquele dia. Me acendeu uma fogueira de esperança e fé.

Meu marido naquele dia fez a conta da PROBABILIDADE dela entrar. Era 12%. Para ele, ela NUNCA iria entrar. Para mim ela tinha GRANDES chances de entrar.

Dias depois foi o dia do sorteio a qual fiz questão de comparecer com minhas energias positivas,orei muito antes de sair de casa. Uma energia passava pelo meu corpo que dava vontade de correr, como se eu estivesse numa prova de concurso. Minhas mãos gelaram, meu corpo tremia de ansiedade.

E foi, 1° sorteado, 2°sorteado, 3° sorteado, 4° sorteado. Eram mais de 300 crianças para 57 vagas. E eu ali orando a Deus, pensando: Nicole Viana, Nicole Viana, Nicole Viana. Chegou no 17° sorteado: "Nicole Viana, algum pai está aqui?"

Meu, eu queria gritar EU EU EU EU EU EU EU EU EU EU!!!! Mas tinha muitos pais ali, muitos sairiam tristes então peguei celular e mandei pra minha mãe e marido: AAAAAAAAAAhhhhh! Ela entrou!Ela entrou!Ela entrou!Ela entrou!Ela entrou!Ela entrou!

Naquela hora minha mãe chorou, ligou para minha avó que chorou também. Mandei mensagem pro marido.... e ele não respondeu!!! Acreditam? Depois de 1 hora ele me ligou. "Nossa mor que legal hein, nossa, nem imaginava."

Parece até que não gostou não é?

Mas hoje, dois meses depois, que já compramos material, mochila, uniforme. Depois de tudo isso, ele se emocionou, ao ver ela com o uniforme, carregando sua mochila, conhecendo a sala, a professora, ele ficou emocionado, tirou foto dela até no banheiro lavando as mãos! Com ele é ver para crer.

Dá para acreditar?

Foi um aprendizado para mim, que espero nunca esquecer. Que cada um de nós manifestamos nossos sentimentos de jeitos e em tempos diferentes.





 Aline Viana (do Canal Seis de Sete),

Comentários

  1. Oi Aline
    Que maravilha hein?!

    Aqui seria do msm jeito
    Mas meu marido nem faria as contas, já diria de cara que não ia conseguir a vaga!
    Mts das brigas em casa acontecem por causa desse pessimismo dele
    Ele fala que prefere n ter esperanças p n se decepcionar, só q isso acaba desestimulando a gente :(

    Eu eu tento sempre ser firme na minha fé e esperança!

    Bjooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente né Fer, mas a gente tem que ter força e continuar com nossas esperanças que fazem toda diferença. bjao

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas