Qual a verdadeira solidão do pós parto?

Primeira regra da maternidade: não comparar o filhos/gestação.
Primeira coisa que a gente faz: comparar.


Já que é inevitável, vamos lá...

Como sabem, tive minha segunda cesariana (dessa vez não de emergência e nem no rol indicativo de cesárea, mas no meu rol, rsrs).

A primeira foi traumática para mim em diversos sentidos que eu nem sabia definir, agora estou superando cada um dos medos que ficaram ao passar novamente de outra forma, estou entendendo e aceitando cada uma... e uma delas foi o sentimento de "estar bem", sentir-me bem, sentir-me segura, protegida  (tudo o que colabora, inclusive, na recuperação física).

É estranho perceber que esse fato se deu à presença de poucas pessoas dessa vez. Bem menos visitas (nenhuma no hospital), menos fotos postadas sem minha autorização no facebook (nenhuma, na vdd), menos perguntas e menos palpites (mas ainda existem), percebi que isso se deu ao fato de ter menos pessoas agora ao meu lado, porém ter as pessoas verdadeiras, as que estão aqui por amor a mim e aos meus filhos, em vez de apenas por curiosidade.

Então a culpa da solidão pós parto está nas pessoas?

No meu caso, eu diria que sim. Porque a pior solidão é aquela que você tem pessoas ao seu redor que não acrescentam (e essas conseguem diminuir as que de fato estão pra te ajudar). Agora, mesmo sozinha eu não estou só.

Moro longe de minha mãe e sogra e ainda assim tudo tem corrido muito bem. As ajudas são necessárias e vem na hora certa.

As amigas que estão comigo não estão só pra postar foto dos meus filhos lindos (modéstia a parte) no instagran (elas vem me visitar e nem se quer tiram fotos), elas me mandam mensagem pra saber DE MIM, pra saber do bebê, pra oferecer ajuda. São a verdadeira definição de amigas.

Percebi que são exatamente as mesmas pessoas da primeira vez (mas que agora consigo perceber a tempo que são, porque não tem fofoqueiros de plantão estragando essa roda de amor), algumas novas amizades, mas tão verdadeiras quanto.

Em quatro dias tive um "surtinho" ao nao dormir das 3hr as 6hr da madrugada, mas eu também não estava sozinha.

Marido acordado comigo me ajudando e as pessoas certas me ouvindo e dando forças na manhã seguinte. Me dando motivos e dicas para ir dormir, me deixando dormir.

Enfim, solidão não é estar sozinho, mas ter "ajudas" que não são verdadeiras e nem por amor. Porque quando temos poucas pessoas, mas verdadeiras, superamos tudo.

Como sempre digo: o amor tudo supera.

E estou eternamente grata pelo amor imenso que está me fazendo ter os melhores 4 dias de puerpério que tanto eu estava temendo.

Edit - 18 dias de pos parto e mantenho todas essas palavras. Lembre que para superar essa fase a melhor forma e o amor! 


Comentários

  1. Oi acabei de conhecer seu cantinho adorei tô seguindo bjs

    ResponderExcluir
  2. Oie passei para conhecer e estou seguindo que bom que perto de você estão apenas pessoas que acrescentam os falsos curiosos podem ficar de longe mesmo eu tive o meu primeiro cesariana foi tranquila o segundo ou segunda tentando aqui quero superar a amamentação não consegui amamentar espero sucesso na próxima a vida é assim superação vai lá no meu cantinho e fica bjo

    ResponderExcluir
  3. Como é bom encontrar e saber quem são os verdadeiros amigos, né? =)

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que ótimo que desta vez você passou por uma experiencia mais positiva!!

    Essa fase passa rápido mais pode ser marcante :)

    beijos fique bem!!

    :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas