Siga-nos você também!

Fique com alguém que ouça suas reclamações de corpo e alma

Tive uma semana muito agitada, na verdade estou num ano agitado. Estou correndo atrás de muitas coisas pela escola das minhas filhas que é pública, represento uns 400 pais da creche das meninas. Falta de funcionários, super lotação e muito descaso com a educação.
Fizemos reunião com supervisores, falei com Secretária da Educação e entrei em contato com vereadores.

Muito corrido e estressante. Aí me chamaram para uma reunião de professores de outra escola pedindo informações e reinvindicando pela escola deles também e acabei ouvindo coisas que eu não queria. Um misto de "os pais nao se importam" com "o governo não se importa" " fazemos de tudo pelas crianças"... Mas, sim teve um MAS e foi esse " Se precisar de nós não podemos fazer nada pois sofremos represálias" e o pior MAS "Se precisar de alguém para cuidar das suas filhas enquanto nos ajuda, não tem ninguém". 

É fato que há um desinteresse geral pela educação mas eu já estou cansada desse discurso. As pessoas se esquivam da responsabilidade e jogam a carga nas outras pessoas. Cada um deve ter consciência do seu papel e sua importância mas uma coisa que nunca funciona é culpar os outros e não acolher quem se disponibiliza a ajudar. Não incluir minhas filhas é um convite de saída para mim.

Ai fiquei muito puta mesmo, irritada, jogando bola de fogo em tudo. Pensando em mudar de cidade. Cheguei em casa, quase passei por cima do portão com o carro.

"Mor, vamos embora dessa cidade!" Foi meus cumprimentos ao meu marido.

Falei por 1 hora sem parar, ele me ouvia atentamente e concordava comigo. Fui me acalmando e botando a cabeça no lugar de novo. Percebi que estava sendo um pouco radical, respirei fundo e passou!

É maravilhoso poder contar com o companheiro nos nossos piores momentos, quando não temos mais ninguém que entenda e compreenda nossas dores. Que pensa igual ou nem tanto mas respeita seu pensamento e espera o momento certo para falar algo caso precisar.

Nosso namoro foi precoce, eu era muito nova apesar de ter maturidade acima da idade. Tinhamos muito motivos para não ficarmos juntos, criação e educação muito diferentes. Concepções de mundo e sentimentos diferentes. Mas o que nunca deixamos faltar é compreender e respeitar. Dialogamos sempre. Há coisas que precisamos conversar por anos até que consigamos entender. Depois de 10 anos de relacionamento ainda há coisa que não entendo nele nem ele em mim. Mas nunca deixamos de respeitar. 

É meu esposo, pai das minhas filhas, meu namorado e meu amigo.

Comentários

Mais vistas...

TAG - Eu NUNCA

Porque comer legumes e verduras na gestação (e durante a amamentação)

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?

Loucuras e realidades da maternidade. Siga a gente no Instagram!

Blogs que sigo