Pular para o conteúdo principal

[Saúde] Estresse pós traumático em mães

Esse fim de semana no almoço de domingo a família entrou no assunto de estresse pós traumático em policiais e soldados do exército. Dos traumas, pesadelos, falta de sono, atenção extrema, medo, anciedade...

E fiquei com uma vontade de dizer que as mulheres mães passam por isso bem parecidamas ia iniciar uma outra discussão que eu não estava com vontade discutir .

O estresse pós traumático é muito romantizado na nossa sociedade, somos tão conectados aos EUA que eu particularmente quase liguei 911 ao invés 190. Crescemos os olhos nos filmes e séries que demonstram como é a guerra no Afeganistão, Talibã e de como é quando eles voltam.

Romatizamos a guerra e a violência. Sobreviventes são heróis.

É honroso e compreensível o estresse pós traumatico em policiais e soldados. Honroso porque é o preço que se paga em ser herói e ter prestígio.

Eu acho muito contraditório a socidade ter extrema compreensão nesses casos mas não serem compreensivos com depressão pós parto, com traumas em vítimas de violência física, sexual e verbal.
Crianças com traumas é frescura, estupro é culpa da vítima assim como todas as outras violências: fisica,sexual e verbal.

Li um artigo uma vez dizendo que as mães passam por estresse semelhante a soldados e policiais no pós parto. Privação de sono, anciedade, medo de estarem fazendo algo errado podendo custar a vida da nação(filho), pressão de autoridade (mães,sogras, pediatras, enfermagem e todos que querem meter o betelho), insegurança, atenção extrema (somos acordadas com respiração diferente do bebê).

Aí fui procurar esse artigo que li há alguns meses e encontrei vários.

Os casos de TEPT( Transtorno do Estresse Pós Traumático) em mulheres no pós parto ainda não tem pesquisas grandes de qualidade, o assunto ainda não foi muito estudado como achei que tinha. Mas há pequenas pesquisas, feitas com pequeno grupo de mulheres e tem números consideráveis e eu diria que é digno de uma pesquisa mais detalhada. É muito relacionado com casos anteriores de estresse como abuso na infância.

E sim, existe. Isso em pequenas pesquisas, feitas em um único hospital. Imagina o que podemos encontrar em grande escala?

Entendo que por ser poucos casos confirmados seja pouco compreendido, mas não devemos nunca subestimar os sentimentos e medos de outras pessoas, principalmente familiares e conjuges.

Nós passamos por muitas mudanças hormonais e pressões do circulo familiar, da sociedade e a maior, de nós mesmas. É um fardo muito grande e muitas de nós passamos sosinhas e pior em situações como miséria, drogas, violência e coisas que nem eu imagino. E no nosso caso, sendo mães jovens, sendo ainda mais cobradas e reprimidas.

Não desmereçamos a dor da outra!

Comentários

Posts Recentes

Postagens mais visitadas deste blog

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Babaquisse sem limites ☝
Chá de calcinha ou chá de desfralde é a nova moda de agora. (recebemos os prints que compõem o post e resolvemos escrever sobre isso.)



Estamos criando uma sociedade fast, tudo tem que ser feito rápido, tudo tem prazo de validade e tempo cronometrado. É o mais novo/velho discurso: Quanto mais cedo melhor. A geração Alpha. Sim queridos amigos, quem tem a minha idade já ouviu sobre a geração x,y e z. Mas estamos na geração Alpha, a dos mais inteligentes mas também dos maiores casos de TDAH. A geração da tecnologia, a geração youtube, a geração FAST, a geração que não sabe esperar, que não entende uma palma da mão estendida, mas entende muito bem um quadrado vermelho com um play branco no meio.
Nossos filhos nascidos depois de 2010, os alphas: Tem idade certa para bater palmas, para andar, para falar, para ser alfabetizado, idade para desfralde. Com certeza você já deve ter passado por uma dessas pressões e ter sentindo enorme frustração por não se encaixar no pa…

Era só pedir...

Esse fim de seamana me deparei com esses quadrinhos mega realistas. Foi traduzido do francês pela Bandeira Negra.
Post Original da Bandeira Negra.
Post Original da Emma em francês.




TAG - Eu NUNCA

Por ideia da minha xará Bruna do Blog Maternices vou responder a TAG de coisas que nunca fiz ou nunca aconteceram comigo. Vamos a dez respostas.

No fim indicarei alguns blogs que gosto muito para responder a TAG também.



Eu NUNCA fumei;
Eu NUNCA pintei meu cabelo de roxo (eu ainda morro de vontade);
Eu NUNCA pintei as unhas de preto (sabe que eu nunca tinha me dado conta disso?!)
Eu NUNCA terminei de ler "O mundo de Sofia" (estou lendo ele desde o terceiro colegial - vulgo 4 anos)
Eu NUNCA parei pra pensar as coisas que eu NUNCA fiz (parei agora - foi difícil, viu?! rsrs)
Eu NUNCA dormi descoberta (mesmo no calor de 33 graus - tenho medo.)
Eu NUNCA acampei (sempre quis)
Eu NUNCA fiquei engessada (mas sempre quis só pra escreverem no meu gesso. rsrs)
Eu NUNCA vou deixar de dormir sem cobrir
Eu NUNCA assisti a um jogo de vôlei ao vivo (ainda quero)

Blogs que sigo e indico para responder a TAG:
Mitos, Rock & outras Filosofias
O Blog Que Não é Blog
Casal Be&Be
Casa Dreans
Carol NM
Lusita…