Siga-nos você também!

[Saúde] Estresse pós traumático em mães

Esse fim de semana no almoço de domingo a família entrou no assunto de estresse pós traumático em policiais e soldados do exército. Dos traumas, pesadelos, falta de sono, atenção extrema, medo, anciedade...

E fiquei com uma vontade de dizer que as mulheres mães passam por isso bem parecidamas ia iniciar uma outra discussão que eu não estava com vontade discutir .

O estresse pós traumático é muito romantizado na nossa sociedade, somos tão conectados aos EUA que eu particularmente quase liguei 911 ao invés 190. Crescemos os olhos nos filmes e séries que demonstram como é a guerra no Afeganistão, Talibã e de como é quando eles voltam.

Romatizamos a guerra e a violência. Sobreviventes são heróis.

É honroso e compreensível o estresse pós traumatico em policiais e soldados. Honroso porque é o preço que se paga em ser herói e ter prestígio.

Eu acho muito contraditório a socidade ter extrema compreensão nesses casos mas não serem compreensivos com depressão pós parto, com traumas em vítimas de violência física, sexual e verbal.
Crianças com traumas é frescura, estupro é culpa da vítima assim como todas as outras violências: fisica,sexual e verbal.

Li um artigo uma vez dizendo que as mães passam por estresse semelhante a soldados e policiais no pós parto. Privação de sono, anciedade, medo de estarem fazendo algo errado podendo custar a vida da nação(filho), pressão de autoridade (mães,sogras, pediatras, enfermagem e todos que querem meter o betelho), insegurança, atenção extrema (somos acordadas com respiração diferente do bebê).

Aí fui procurar esse artigo que li há alguns meses e encontrei vários.

Os casos de TEPT( Transtorno do Estresse Pós Traumático) em mulheres no pós parto ainda não tem pesquisas grandes de qualidade, o assunto ainda não foi muito estudado como achei que tinha. Mas há pequenas pesquisas, feitas com pequeno grupo de mulheres e tem números consideráveis e eu diria que é digno de uma pesquisa mais detalhada. É muito relacionado com casos anteriores de estresse como abuso na infância.

E sim, existe. Isso em pequenas pesquisas, feitas em um único hospital. Imagina o que podemos encontrar em grande escala?

Entendo que por ser poucos casos confirmados seja pouco compreendido, mas não devemos nunca subestimar os sentimentos e medos de outras pessoas, principalmente familiares e conjuges.

Nós passamos por muitas mudanças hormonais e pressões do circulo familiar, da sociedade e a maior, de nós mesmas. É um fardo muito grande e muitas de nós passamos sosinhas e pior em situações como miséria, drogas, violência e coisas que nem eu imagino. E no nosso caso, sendo mães jovens, sendo ainda mais cobradas e reprimidas.

Não desmereçamos a dor da outra!

Comentários

Mais vistas...

TAG - Eu NUNCA

Porque comer legumes e verduras na gestação (e durante a amamentação)

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?

Loucuras e realidades da maternidade. Siga a gente no Instagram!

Blogs que sigo