Pular para o conteúdo principal

Gestação prolongada é depois das 39 semanas?

Muitas dúvidas começam nos coçar no fim da gestação. Medo e anciedade dormem e acordam com a gente. Um dos medos é " E se passar da hora?". Então vamos começar tentando dar uma pincelada de forma simples o que é gestação prolongada.



Quanto tempo dura uma gestação?

42 semanas. A DPP (Data provável de parto) é uma estimativa até 40 semanas. DATA PROVÁVEL, uma estimativa. Mas o esperado de uma gestação humana tranquila, de baixo risco é até 42 semanas. 9 meses completos, ou 10 meses lunares.

Cheguei nas 39 semanas. O bebê está pronto?

Nem sempre. Se ele estiver pronto vai iniciar o trabalho de parto. O pulmão do bebê é um dos últimos órgãos a ficar pronto, quando ele está amadurecido o trabalho de parto inicia.

Cheguei nas 40 semanas e nada de entrar em trabalho de parto. É normal?

Sim. Relaxa, respiraaaa.

Como falado acima a gestação de baixo risco pode ir até 42 semanas, e pode ir até mais também! Vejam mais abaixo.

Então mamães gestantes, o trabalho de parto não tem obrigatoriedade de inciar na DPP, ele pode começar antes e pode começar depois.
Até porque existe muito erro nessas contas, se você contar a partir do último dia da mentruação é quase certeiro. Mas pela ultrassom eu já vi erro de 4 semanas! Isso mesmo! 1 mês! E mesmo pela mentruação, tem mulher que não lembra direito a data. Então pode haver muita confusão.

O melhor mesmo é esperar pelo trabalho de parto. Mesmo que você não queira parir e queira uma cesárea.

Vejam esse artigo do Obstetra Dr. Brauzio Zorzella: Quem inicia o trabalho de parto? que explica como inicia o trabalho de parto quando o bebê está pronto.

Ah mas meu Obstetra disse que com 39 semanas o bebê está pronto e já pode agendar a cesárea.

Eu aconselharia a fugir dele. As possibilidades do bebê precisar de UTI são enormes. Por experiência minha em três gestações que acompanhei de amigas, 2 delas o bebê ficou 3 dias na UTI por insuficiência respiratória, a outra a bebê nasceu de baixo peso e baixa estatura. 2 delas tiveram amamentação prejudicada pois o bebê não estava pronto. Isso falando de experiência própria, mas estatísticas são relativamente identicas.

Uma amiga recente que tivemos o prazer de doula-la virtualmente rs. Ela morava longe e somos amigas, fiz o máximo que pude enquanto ela estava na fase latente do parto. Foi incrível. Ela pariu em uma casa de parto com obstetra humanizada. Ela estava de 42 semanas. No capurro ( série de observações que verifica a idade gestacional real) deu que a gestação tinha apenas 37 semanas e alguns dias! Se ela tivesse com um médico não humanizado, e feito cesárea com 39 semanas, o bebê teria nascido prematuro de apenas 34 semanas!

Gestação prolongada então, quando começa a contar?

Após 42 semanas.

Como assim? A gestação pode ir além das 42?

Sim. Pode, mas após as 42 semanas há preocupações como insuficiência placentária. Mas não sei esclarecer assim como os links abaixo podem fazer.

Veja mais aqui. E aqui: Até quando esperar? do Dr. Brauzio.

[...]dos 25 bebês que passam das 42 semanas normalmente, 16 chegam às 43 semanas e um chega às 44 semanas. E nesse ponto nos deparamos com um dos grandes objetivos do pré-natal: acompanhar a gestante de perto para avaliar o estado de saúde da mãe e do bebê, e assim esperar com tranquilidade e segurança. Evitando cesáreas desnecessárias.[...]

Texto retirado do post do Dr. Brauzio: Até quando esperar?

Então relaxem, respirem, curtam o barrigão que pode estar difícil de curtir agora no final rs. Mas quando o bebê nascer, você será outra mulher, será uma mãe. Uma mãe e nunca mais estará sosinha, nunca mais será mãe de apenas um, ou de dois. Mas será de um, dois, três ou mais filhos. Logo logo chega uma das partes mais difícieis, amamentação e puerpério. Então, relaxaaaa rs. 

Vejam esse post sobre puerério do nosso blog:

Beijões, uma boa hora para você e seu bebê, e desejo uma lua de leite maravilhosa para vocês.

Aline Viana
Doula.

Comentários

  1. Bem interessante o texto :)

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rafa. Obrigada pela visita.
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa, não sabia que tinha gestação que chega até as 44 semanas.
    adorei ler esse post, acho que se eu estivesse gravida e chegasse as 39 semanas e nada do bebe nascer, já ia me dar um treco haha.
    Também não sabia que o pulmão é o ultimo orgão a ficar pronto, acho que antes de ter um filho eu ainda tenho muito pra aprender.

    estou dando uma olhadinha no seu blog, não sou mãe ainda, mas como o meu sonho é ter um filho(A) já estou seguindo seu blog pra ir acompanhando :)

    beijos

    maisumbeijo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, que relato lindo. A melhor coisa que você pode fazer é se informar mesmo de tudo que puder da maternidade. Algumas coisas serão inusitadas, pois cada familia/ gestação/parto/filho são diferentes, mas algumas coisas são semelhantes. Se informar, emponderar é essencial.
      Obrigada pela Visita.
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

A Polêmica do Feijão com a Beterraba!

Recebi de algumas mamães perguntas sobre um post que as mesmas leram na internet (Você Sabia que não pode cozinhar Feijão com Beterraba?), onde se dizia que não se pode cozinhar feijão juntamente com beterraba. Elas me procuraram, pois estavam preocupadas alegando que sempre fizeram isso achando que aumentariam o ferro na alimentação de seus pimpolhos, como percebi que surgiu muita dúvida sobre esse tema resolvi elaborar esse post para esclarecer uns pontos: 



✔Tanto o feijão quanto a beterraba são ótimos alimentos, portanto, a menos que você possua alguma intolerância ou simplesmente odeie esses alimentos, não os exclua de sua rotina alimentar pois eles são super nutritivos!
✔Esses dois alimentos são conhecidos por serem alimentos ricos em ferro, então porque não podemos consumi-los juntos? 

O feijão cozido com beterraba não seria um “super feijão”? 😎
Então não posso mais “comer” feijão junto com beterraba? 😱


🔝Pode! Pode! Pode! 



💡Mas vamos esclarecer: Você pode sim comer feijão junto …

O que aprendi com a fórmula infantil

Por Camila Teles,mãe da Beatriz, nutricionista.
"Beatriz está com 2 meses, a cerca de uma semana estava irritadiça e chorona a tardezinha, nada a satisfazia, e queria mamar de meia em meia hora. Também não estava dormindo bem a noite, ficava muito agitada e "resmungando" durante o sono.
Então, na consulta de rotina com a pediatra relatei esse ocorrido.
Eu já sentia e sabia o que estava por vir, talvez por ser nutricionista, talvez por um instinto maternal, mas antes de tomar a decisão final quis ouvir a opinião da pediatra.
E aí ela me pergunta: você sente suas mamas ficarem cheias?
Eu respondi: não sinto mais
Pronto, ali tive a confirmação de que era realidade aquilo que eu tinha certeza por ser nutricionista, mas não queria acreditar por ser mãe.
Em seguida a pediatra disse que iria avaliar a Bia pra ver o que faríamos e pra minha infelicidade ela havia perdido peso de duas semanas pra cá (não quis a pesar em casa nessa semana pois já imaginava isso).
Enfim a pediatr…

Postagens mais visitadas deste blog

Qual nosso valor? Qual o valor da mãe que há em você?

Estamos em crise  econômica e política. Brasil cada dia levanta mais um pouco da saia e vemos suas sujeiras.Empregos e ações caindo. Preços aumentando.

Sabemos o quanto isso é bom para os brasileiros, mas até nos recuperarmos dessa crise quem mais sofre? Quem tem filhos.

Não é fácil ser mãe e não ter dinheiro. Não poder fazer todas as vontades do filho dói demais!
Ontem eu não resisti. Foram muito dias recusando brinquedos e bolinhos no mercado. Já dei muito "não" e não consegui dar outro. Minhas filhas são extremamente compreensivas. O que dói mais ainda, porque é fácil dizer não para a criança que faz birra e se joga no chão. Mas dizer não para aqueles olhos brilhantes perguntando: "É caro mãe?" dói demais!

E eu me dei conta do meu valor como mãe. De ser forte. De ir contra meu ímpeto de comprar tudo. Porque muitas vezes não queremos criar seres consumistas mas em outras muitas vezes é por não ter dinheiro para comprar tudo que eles querem. De querer comprar tudo…