Siga-nos você também!

Diminuindo gastos nas opções de lazer

Participei de uma palestra um dia desses com um Terapeuta Financeiro que a escola da Lara disponibilizou.
Pretendo compartilhar todo o aprendizado por aqui, já que a educação financeira pode começar a partir dos 3 anos de idade. E sabemos o quão importante ela é para o futuro, não é mesmo?
Hoje gostaria de compartilhar o que mais serve para os pais no momento de
a atual situação econômica do país.
Sabemos que cortar gastos é o primeiro passo quando a situação aperta. Mas precisamos abrir mão da nossa rotina, daquilo que as crianças estão acostumadas, ou da diversão?
NÃO!
Nós podemos continuar, porém precisamos mudar hábitos. 
Para os passeios que costumam gerar gastos porque as crianças sempre querem isso ou aquilo, basta procurar lugares que não necessitem de "dinheiro" necessariamente. Que seja algo natural. Como um piquenique no parque (economizamos na alimentação, porque já levaremos de casa, nos brinquedos que naturalmente já terão no lugar que escolher e etc.).
Quanto a escolha do lugar, nem sempre precisa um grande parque, pode ser um lugar simples, uma chácara, um parquinho de bairro. O que conta nessas horas é criatividade. É quando podemos aproveitar ser mais família. Será bom para o bolso, para as crianças, para o casal.
E onde tiver natureza, sempre terá paz. ❤

Ainda não entendi como meu celular fez a imagem virar gift, mas amei Larinha em gift. rsrs
Aqui ela ainda com dois anos em um dos nossos passeios ao ar livre.


Essa foto é da última semana. Nesse parque tinham várias famílias aproveitando com os filhos.
E é incrível como esses momentos proporcionam aproximação entre nós.
Além de atingirem o objetivo de redução de gastos.
Nesse dia Lara não quis nada, mas o máximo que gastaríamos seria um picolé e uma água.


E por aí? Como tem sido as opções de lazer quando se precisa diminuir os gastos?






Comentários

  1. Nós amamos passeios a parques. Por aqui as meninas raramente vão em shoppingns, por mais que fazemos combinado antes não faz sentido ir ao shopping e não comprar nada pois o objetivo dele é compras. Saimos sempre em parques. Para quem é de Campinas tem Lagoa do mingone, os famosos bosques, Lagoa Taquaral, Parque Chapadão, só levar toalha, piquenique e as crianças rs.

    ResponderExcluir
  2. Por aqui quase n saímos depois q Mari nasceu. Antes íamos mais em praça, bosque. Domingo passado fiquei super feliz, o padrinho dele perguntou se podia levar ele ao Museu. E ele levou toda a turma, menos a Mari pq ainda é bebê. Fiquei feliz pelo Jorge que quase não tem esses passeios, sei q precisa. Me sinto até triste as vezes, queria fazer tanta coisa c ele e acabo não fazendo quase nada, daqui a pouco cresce, e perdemos nossos momentos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Mais vistas...

TAG - Eu NUNCA

Porque comer legumes e verduras na gestação (e durante a amamentação)

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?

Loucuras e realidades da maternidade. Siga a gente no Instagram!

Blogs que sigo