Pular para o conteúdo principal

Eu só queria ouvir o coração

Quando essa discussão de legalização de aborto começou, eu tentei colocar-me do lado das que sentem a "necessidade de abortar". Compreendi os pensamentos feministas que tentaram me convencer de que nosso sistema de saúde não garante uma forma eficaz. Que as mães têm direitos sobre seu corpo e que devem escrever o destino da criança que carrega em seu ventre. Que muitas não estão preparadas psicologicamente e fisicamente para ter um bebe (economicamente muitas vezes).
Tá, entendi. Até concordei.



Porém aos 19 me vi grávida, no início de uma faculdade, solteira. Tive inúmeros medos sim. Como todas que pensam no aborto têm. Mas não acreditei por nenhum segundo que seria a solução. Mas sabe porque? Porque tive uma mãe do meu lado, uma família, amigos, conhecimento. Tudo isso me permitiu chegar ao primeiro ultrassom, e depois de ouvir o coração da Lara, ninguém mais precisou me convencer que eu seria capaz. Desde que senti aquele serzinho eu mesma fui capaz de lutar contra todo o sistema que dizia que eu não conseguiria.
Às vezes eu só rezo pra que essas mãezinhas não desistam antes de ouvir o coraçãozinho batendo. Não desistam se não tiver ninguém do nosso lado. Dói. É difícil, talvez impossível, mas a cada batida desse coração dentro de você faz valer a pena.
Talvez elas não abortem porque nosso governo não ajuda, nem porque elas acham que não são capazes.   Talvez seja só porque não tinha ninguém pra abraça-la, apenas. Talvez porque ninguém a levou ouvir aquele coração.


Dois anos depois, no quarto ano da faculdade, com filha pequena, descobri novamente uma gravidez. E sabe mãezinhas que estão pensando no seu direito de escolher sobre seu corpo e seu filho? Eu sabia o quanto seria difícil superar o fim da faculdade com uma gravidez, solteira e filha pequena. Mas eu não ouvi o coração do meu bebê, e apesar de todas as dificuldades que eu sei que eu enfrentaria, eu daria tudo pra ouvir aquele coraçãozinho bater... 😩


Não gosto de pensar que existem pessoas que seriam capazes de fazer isso com seu filho. Se algum dia você fez, se perdoe. Nossas escolhas são tristes, muitas vezes. Mas apenas não diga pra ninguém fazer. Apenas  diga pra sua amiga ouvir o coração antes de decidir abortar. Todo o resto ela nos conta depois. Apenas deixe-a ouvir o coração...

Comentários

  1. Bruna me emocionei com seu texto.
    Concordo com cada palavra sua.
    Acredito que depois de ouvir o coração,muitas mães desistam.
    Fiz ultrassom com 8 semanas e là estava o som mais lindo e emocionante do mundo!
    Sou contra o aborto,sou a favor da vida sempre!
    http://www.simplesedoce.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz com isso! ❤
      Por isso eu digo: Levem ela ouvir o coração. É incrível como por si Só nos leva a um mundo mágico.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oi Bruna
    Fique emocionada!!
    Eu sou contra, sempre fui e sempre serei
    N consigo aceitar, sou radical nesse sentido
    Qd um dos dois está em risco ou em caso de estupro, eu aceito, mas só pq a mãe n qer?
    Não consigo aceitar...

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não consigo nem entender como um mãe pode "não querer"... 😢

      Obrigada pela visita.

      Beijos.

      Excluir
  3. OI flor, que triste, sou contra e sempre serei...


    Temos post sempre novo no ar!
    Beijos!!!
    Inspirações pra sua Casa Blog A primeira Casa
    Estou no Facebook com Minhas Inspirações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste mesmo. :(

      Obrigada pela visita!

      Beijos.

      Excluir
  4. Bruna me emocionei muito com seu texto! Sou totalmente contra o aborto, é inaceitável, a forma como hoje em dia as pessoas brincam com a vida do próximo, não só fazendo abortos, mas tratando-se da violência em geral. Se matar um inocente pode ser considerado correto, sinceramente o que mais podemos esperar desse País?
    Beijos



    http://podernasmaos-podernasmaos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, é o primeiro passo pra aceitarmos a maldade no mundo. Ser contra o aborto não é condenar as mães que o fazem. Apenas sabemos que não resolve o problema.

      Obrigada pela visita.

      Beijos.

      Excluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Posts Recentes

Postagens mais visitadas deste blog

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Babaquisse sem limites ☝
Chá de calcinha ou chá de desfralde é a nova moda de agora. (recebemos os prints que compõem o post e resolvemos escrever sobre isso.)



Estamos criando uma sociedade fast, tudo tem que ser feito rápido, tudo tem prazo de validade e tempo cronometrado. É o mais novo/velho discurso: Quanto mais cedo melhor. A geração Alpha. Sim queridos amigos, quem tem a minha idade já ouviu sobre a geração x,y e z. Mas estamos na geração Alpha, a dos mais inteligentes mas também dos maiores casos de TDAH. A geração da tecnologia, a geração youtube, a geração FAST, a geração que não sabe esperar, que não entende uma palma da mão estendida, mas entende muito bem um quadrado vermelho com um play branco no meio.
Nossos filhos nascidos depois de 2010, os alphas: Tem idade certa para bater palmas, para andar, para falar, para ser alfabetizado, idade para desfralde. Com certeza você já deve ter passado por uma dessas pressões e ter sentindo enorme frustração por não se encaixar no pa…

Era só pedir...

Esse fim de seamana me deparei com esses quadrinhos mega realistas. Foi traduzido do francês pela Bandeira Negra.
Post Original da Bandeira Negra.
Post Original da Emma em francês.




TAG - Eu NUNCA

Por ideia da minha xará Bruna do Blog Maternices vou responder a TAG de coisas que nunca fiz ou nunca aconteceram comigo. Vamos a dez respostas.

No fim indicarei alguns blogs que gosto muito para responder a TAG também.



Eu NUNCA fumei;
Eu NUNCA pintei meu cabelo de roxo (eu ainda morro de vontade);
Eu NUNCA pintei as unhas de preto (sabe que eu nunca tinha me dado conta disso?!)
Eu NUNCA terminei de ler "O mundo de Sofia" (estou lendo ele desde o terceiro colegial - vulgo 4 anos)
Eu NUNCA parei pra pensar as coisas que eu NUNCA fiz (parei agora - foi difícil, viu?! rsrs)
Eu NUNCA dormi descoberta (mesmo no calor de 33 graus - tenho medo.)
Eu NUNCA acampei (sempre quis)
Eu NUNCA fiquei engessada (mas sempre quis só pra escreverem no meu gesso. rsrs)
Eu NUNCA vou deixar de dormir sem cobrir
Eu NUNCA assisti a um jogo de vôlei ao vivo (ainda quero)

Blogs que sigo e indico para responder a TAG:
Mitos, Rock & outras Filosofias
O Blog Que Não é Blog
Casal Be&Be
Casa Dreans
Carol NM
Lusita…