Pular para o conteúdo principal

Comida Japonesa na gestação


Para as mamãezinhas que amam esse cardápio e estão sofrendo com esse dilema na gestação, porque alguns dizem insistentemente não poder, fiquem tranquilas. Como tudo, nada é totalmente proibido.

A questão que assusta muitas pessoas em comer comida crua (em geral) na gravidez é a possibilidade de fácil contaminação, logo, se você não é acostumada a comer e nem conhece o local, seria mesmo bom evitar.


Acontece que qualquer que seja o alimento que ingerimos crus, se não forem bem preparados, podem conter contaminações e trazer-nos bactérias. De acordo com a nutricionista Carla Alberici Pastore, da Universidade Federal de Pelotas (RS), os peixes crus podem sofrer deterioração ou apresentar contaminantes que podem ser perigosos para a saúde da gestante e da gestação. Não é diferente com o peixe. Portanto a recomendação é comer apenas em lugar de confiança, e de preferencia as opções quentes.


Procurando na internet sobre o assunto achei no instagran o post da Dra. Thayanna Alves sobre o assunto:



📌Grávida pode comer comida japonesa 🍣❓ O peixe cru é típico da comida japonesa e o ideal é que sua ingesta seja evitada nessa fase - aliás, qualquer carne crua ou mal passada deve ser riscada do cardápio da futura mamãe! Alguns obstetras liberam a ingestão de comida japonesa para suas pacientes, desde que sejam em restaurantes confiáveis! O difícil é achar um confiável❗️ Durante o preparo, o pescado pode ser manuseado por pessoas que não tenham lavado adequadamente as mãos, sem falar em possíveis problemas com a assepsia do restaurante. 😁 É importante lembrar que o peixe cru não transmite toxoplasmose, porém, pelo risco de estar contaminado com bactérias ou parasitas, seu consumo pode gerar infecção intestinal e verminose na gestante❗️ #gestacao #obstetric #gravidez #medicina #prenatal #pregnancy #gravida #obstetricia #mamae #maternity #baby #japones #comidajaponesa #camposdosgoytacazes #drathayannaalves ❤️
Uma foto publicada por Dra Thayanna Alves Matsuda (@drathayanna.alves) em


De qualquer forma é importante conhecer e evitar, mas mãezinhas que amam não vão ficar com vontade, claro.. rsrs
Então boa sorte na procura de um bom restaurante, e se caso já conheçam muito bem, dar preferencias aos quentes seria bom, afinal, prevenção nunca é demais! 

Comentários

  1. Oi!

    Se não pode comer comida japonesa como vivem então as mamães que moram no Japão?? rs...
    Mas, claro, como tudo...tem que ser bem fresquinho, limpinho =)

    beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então.. vi comentários no post dizendo isso.
      É que por lá elas costumam preparar em casa, é normal para eles. Estão acostumadas, o país é mais fresco e etc.
      Aqui não temos costume de fazer em casa e muitas nem sabem, por isso o maior risco.
      Obrigada pela visita!
      Beijos.

      Excluir
    2. moro no japao e sushi e sashimi ,nao come durante a gestacao

      Excluir
    3. tem outras comidas bem mais gostosas e nutritivas

      Excluir
  2. Também acho que é importante evitar, mas acho que risco de contaminação a gente corre com qualquer alimento mal lavado ou mal preparado.

    Mesmo assim, se eu estivesse grávida, (com muita dor no coração kkk) eu evitaria os crus.

    Beijo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Instagram: @aquelenaoblog |

    | Cadastre-se no Clixsense e Ganhe por Clicar em Links |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ia evitar com dor no coração também! Rsrs

      Pelos filhos né, melhor evitar..

      Obrigada pela visita.

      Beijos.

      Excluir
  3. É muito importante essa informação, eu evitaria pois não teria certeza se o lugar é confiável (o que provavelmente não é).

    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.. Se não comemos sempre no mesmo lugar fica difícil saber.
      Eu também evitaria.
      Obrigada pela visita!

      Beijos

      Excluir
  4. Oi Bruna! Mesmo sabendo a procedência do restaurante, eu evitaria. Passamos por tantas coisas durante a gestação que não custa segurar a vontade pela saúde de nossos filhos.
    Beijos

    http://podernasmaos-podernasmaos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, eu seguraria a vontade também.

      Quando temos certas vontades primeiro sempre pensamos na nossa gestação, principalmente quando já temos alguma precedencia em gestação anterior não tão boa.

      Obrigada pela visita!

      Grandes beijos.

      Excluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

A Polêmica do Feijão com a Beterraba!

Recebi de algumas mamães perguntas sobre um post que as mesmas leram na internet (Você Sabia que não pode cozinhar Feijão com Beterraba?), onde se dizia que não se pode cozinhar feijão juntamente com beterraba. Elas me procuraram, pois estavam preocupadas alegando que sempre fizeram isso achando que aumentariam o ferro na alimentação de seus pimpolhos, como percebi que surgiu muita dúvida sobre esse tema resolvi elaborar esse post para esclarecer uns pontos: 



✔Tanto o feijão quanto a beterraba são ótimos alimentos, portanto, a menos que você possua alguma intolerância ou simplesmente odeie esses alimentos, não os exclua de sua rotina alimentar pois eles são super nutritivos!
✔Esses dois alimentos são conhecidos por serem alimentos ricos em ferro, então porque não podemos consumi-los juntos? 

O feijão cozido com beterraba não seria um “super feijão”? 😎
Então não posso mais “comer” feijão junto com beterraba? 😱


🔝Pode! Pode! Pode! 



💡Mas vamos esclarecer: Você pode sim comer feijão junto …

O que aprendi com a fórmula infantil

Por Camila Teles,mãe da Beatriz, nutricionista.
"Beatriz está com 2 meses, a cerca de uma semana estava irritadiça e chorona a tardezinha, nada a satisfazia, e queria mamar de meia em meia hora. Também não estava dormindo bem a noite, ficava muito agitada e "resmungando" durante o sono.
Então, na consulta de rotina com a pediatra relatei esse ocorrido.
Eu já sentia e sabia o que estava por vir, talvez por ser nutricionista, talvez por um instinto maternal, mas antes de tomar a decisão final quis ouvir a opinião da pediatra.
E aí ela me pergunta: você sente suas mamas ficarem cheias?
Eu respondi: não sinto mais
Pronto, ali tive a confirmação de que era realidade aquilo que eu tinha certeza por ser nutricionista, mas não queria acreditar por ser mãe.
Em seguida a pediatra disse que iria avaliar a Bia pra ver o que faríamos e pra minha infelicidade ela havia perdido peso de duas semanas pra cá (não quis a pesar em casa nessa semana pois já imaginava isso).
Enfim a pediatr…

Postagens mais visitadas deste blog

Qual nosso valor? Qual o valor da mãe que há em você?

Estamos em crise  econômica e política. Brasil cada dia levanta mais um pouco da saia e vemos suas sujeiras.Empregos e ações caindo. Preços aumentando.

Sabemos o quanto isso é bom para os brasileiros, mas até nos recuperarmos dessa crise quem mais sofre? Quem tem filhos.

Não é fácil ser mãe e não ter dinheiro. Não poder fazer todas as vontades do filho dói demais!
Ontem eu não resisti. Foram muito dias recusando brinquedos e bolinhos no mercado. Já dei muito "não" e não consegui dar outro. Minhas filhas são extremamente compreensivas. O que dói mais ainda, porque é fácil dizer não para a criança que faz birra e se joga no chão. Mas dizer não para aqueles olhos brilhantes perguntando: "É caro mãe?" dói demais!

E eu me dei conta do meu valor como mãe. De ser forte. De ir contra meu ímpeto de comprar tudo. Porque muitas vezes não queremos criar seres consumistas mas em outras muitas vezes é por não ter dinheiro para comprar tudo que eles querem. De querer comprar tudo…