Pular para o conteúdo principal

Positivo inesperado



Depois de decidir parar por um tempo com o blog para estudar, algumas coisas aconteceram e atendendo a pedidos estamos de volta.
O assunto hoje será o positivo inesperado. Quem já passou por isso?
Quais são os sentimentos?




Bom, nem todos sabem, mas passei por isso duas vezes, na primeira, aos 19 anos, primeiro ano da faculdade, sem saber o que pensar e como agir (Aqui eu conto como foi). Um susto tremendo porém sempre tive esperanças de que tudo daria certo e que eu conseguiria conciliar tudo. Hoje vejo que valeu a pena não desistir de nada. 
O começo é algo inexplicável, não tem como definir os sentimentos que se passam com uma jovem que se encontra nessa situação: medo, insegurança, alegria, emoção, esperança, ansiedade, mas por incrível que pareça, por mais lágrimas que rolem, ainda não vi alguém dizer que bateu tristeza; talvez ao longo da gestação sim, sabemos como a depressão é terrível, porém saber que existe um coraçãozinho batendo dentro de você já é encantador e tornam esses sentimentos todos um misto de sensações.
Mãezinhas que passam por isso, apenas NÃO DESISTAM! Vai valer muito a pena! Não era pra ter acontecido, mas se aconteceu é porque sua vida será totalmente diferente, é um diferente bom, acredite. Você nunca mais se verá sem esse bebê. Mesmo que por uma remota possibilidade queira.

Meu segundo positivo veio no início do quarto ano da faculdade e um bebê de 2 anos em casa, um susto ainda maior, pois estava prevenindo de todas as formas, não tinha falhado com o AC. Como pode? 
Me disseram que era pra ser. Talvez realmente fosse. Precisamos passar por certos sustos e perdas para valorizar algumas coisas na vida.
A princípio houve um medo grande, porém eu já sabia que não era mais um bicho de sete cabeças, seria tão bem vindo e amado quanto a Lara, eu sabia disso, então foi mais fácil planejar e sonhar, aliás, já sabia como seria.
Porém não somos donos de nada e nunca sabemos como pode ser, e às 9 semanas o coração do meu pequeno Ariel (assim o resolvi chamar) parou de bater. Por algum motivo inexplicável, meu pequeno serzinho teve seu coração batendo em mim por apenas 9 semanas, mas me ensinou muito sobre amor e sobre Deus. Não mandamos nas coisas e nada é nosso, meu pequeno parou o coração no meu ventre para batê-lo no céu. 
E aí me recordo do meu primeiro susto e positivo: Como é bom tudo dar certo, como é bom chegar ao fim de 9 meses e ter um bebê nos braços. 
Não tema o que te aconteceu hoje, não tema esse susto, não tema o que pode acontecer, uma vida é valiosa, e um filho é a maior benção que uma pessoa pode ter. Sorrisos, lágrimas, serão seus companheiros e você saberá o verdadeiro significado do amor e da felicidade, uma felicidade que não mede esforços, que não se preocupa com decepções, apenas existe pelo amor.
Eu daria tudo para ter meus dois bebês, mas hoje tenho uma anjo na terra e um no céu. Agradeça por você ter sido abençoada com um anjo na terra!

Grandes beijos,

Obrigada aos que me incentivaram sempre! Não desistam!

Comentários

  1. Tem coisas que a gente nunca vai entender, podemos até tentar...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Bell.. nos resta aceitar.

      Beijos.

      Excluir
  2. Deus sabe de todas as coisas, seu filho está no céu orando por ti.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow Lee, obrigada! E a Lara na terra pra me fazer sorrir!

      Beijos.

      Excluir
  3. Fiquei super emocionada Bruna!
    Realmente não mandamos em nossas vidas, Deus determina!
    Hoje não imagino minha vida sem meu Arthur, muitas vezes não é fácil mas qlqer dificuldade vale a pena tendo ele cmg!

    Vc tem dois anjos realmente, uma juntinho de vc e um no coração!

    Bjoooo
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own Fer, muito obrigada pelo carinho, sempre estarão comigo. Sabes como não abandonaríamos esse barco nunca né? Por pior que sejam as dores, nossa esperança sempre está no amor que eles nos transmitem.
      Beijos.

      Excluir
  4. ♥Parabéns Mamãe♥
    Vivemos pra esse dia e quando ele chega dá um frio na barriga, um medo, ao menos foi o que eu senti.
    mas hoje quando olha pra minha filha agradeço demais à Deus, ela me faz feliz, me completa!
    Ser mãe é um milagre maravilhoso!
    Viva e curta esse momento indescritível!
    Beijocas!
    https://aprimeiracasaninguemesquece.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é frio na barriga, mas é algo muito bom!
      Obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  5. Oi Bruna, que bom que voltou! Me emocionei muito com suas palavras. Quem disse que viver seria fácil, não é? Mas termos um filho por perto, é um presente sem preço, compensa um milhão de coisas. Mas a vida segue seu rumo. Hoje não imagino minha vida sem minha filha! E sucesso para nós, sempre!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim si, aqui estou eu! rsrs. Não aguentei muito tempo.
      Pois é, concordo contigo. Vale a pena os rumos que a vida toma.
      Obrigada pelo carinho. Sucesso a nós!
      Beijos.

      Excluir
  6. Que texto incrível, lembro quando minha irmã descobriu que estava grávida o mundo dela desabou, depois que ela viu o que estava acontecendo e quando meu sobrinho nasceu não podia ter nada melhor nesse mundo! Acho que a vida dá esses grandes empurrões na nossa vida e nós deixam lições valiosas, não tenho medo de um dia ficar grávida mesmo sem planejar, só não queria ser tão nova quando isso acontecesse, queria ter um pouco de maturidade a mais, sabe? Porém sei que vai ser o melhor momento da minha vida. Obrigada por compartilhar esse relato tão incrível.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente assim, nós achamos que o mundo vai acabar e no fim só vemos que ele começou!
      Quando sua hora chegar,e será no momento de Deus, ficarás muito feliz e se sentirás completa!
      Obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  7. Que lindo
    Adorei as suas palavras e é um incentivo para muitas mulheres, nem imagino como deve ser dificil perder um bebê, mas como vc disse, um anjinho no céu e um na terra!
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é difícil mas Deus está conosco! Obrigada pelo carinho.
      Beijos.

      Excluir
  8. Que lindo seu post!! O meu positivo também foi um susto, no início eu chorei de medo mas depois comecei a amar aquele pequeno serzinho que já tinha tomado conta do meu coração. Mas assim como o seu, com 8 semanas eu perdi o meu bebezinho e hoje entendo que tudo acontece por um motivo e sei que meu anjinho também está no céu :)
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  9. Belíssimo Post, Bruna. Realmente é uma notícia e tanto que aparece em nossas vidas. Não só as mães se assustam, mas os pais também sofrem com todo esse medo e expectativa ao receberem esta notícia. Quando recebi uma notícia deste tipo, confesso que chorei copiosamente sem conseguir respirar. Passa todo um filme pela cabeça. Mas depois que a gente "cai na real", a gente se imagina pai e tudo vira alegria. rsrs
    Parabéns pelo post. Tenho certeza de que a Lara não poderia ter uma mãe melhor e tenho certeza de que Ariel sempre estará olhando do céu para sua mamãe.

    Mitos, Rock & outras Filosofias

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

A Polêmica do Feijão com a Beterraba!

Recebi de algumas mamães perguntas sobre um post que as mesmas leram na internet (Você Sabia que não pode cozinhar Feijão com Beterraba?), onde se dizia que não se pode cozinhar feijão juntamente com beterraba. Elas me procuraram, pois estavam preocupadas alegando que sempre fizeram isso achando que aumentariam o ferro na alimentação de seus pimpolhos, como percebi que surgiu muita dúvida sobre esse tema resolvi elaborar esse post para esclarecer uns pontos: 



✔Tanto o feijão quanto a beterraba são ótimos alimentos, portanto, a menos que você possua alguma intolerância ou simplesmente odeie esses alimentos, não os exclua de sua rotina alimentar pois eles são super nutritivos!
✔Esses dois alimentos são conhecidos por serem alimentos ricos em ferro, então porque não podemos consumi-los juntos? 

O feijão cozido com beterraba não seria um “super feijão”? 😎
Então não posso mais “comer” feijão junto com beterraba? 😱


🔝Pode! Pode! Pode! 



💡Mas vamos esclarecer: Você pode sim comer feijão junto …

O que aprendi com a fórmula infantil

Por Camila Teles,mãe da Beatriz, nutricionista.
"Beatriz está com 2 meses, a cerca de uma semana estava irritadiça e chorona a tardezinha, nada a satisfazia, e queria mamar de meia em meia hora. Também não estava dormindo bem a noite, ficava muito agitada e "resmungando" durante o sono.
Então, na consulta de rotina com a pediatra relatei esse ocorrido.
Eu já sentia e sabia o que estava por vir, talvez por ser nutricionista, talvez por um instinto maternal, mas antes de tomar a decisão final quis ouvir a opinião da pediatra.
E aí ela me pergunta: você sente suas mamas ficarem cheias?
Eu respondi: não sinto mais
Pronto, ali tive a confirmação de que era realidade aquilo que eu tinha certeza por ser nutricionista, mas não queria acreditar por ser mãe.
Em seguida a pediatra disse que iria avaliar a Bia pra ver o que faríamos e pra minha infelicidade ela havia perdido peso de duas semanas pra cá (não quis a pesar em casa nessa semana pois já imaginava isso).
Enfim a pediatr…

Postagens mais visitadas deste blog

Qual nosso valor? Qual o valor da mãe que há em você?

Estamos em crise  econômica e política. Brasil cada dia levanta mais um pouco da saia e vemos suas sujeiras.Empregos e ações caindo. Preços aumentando.

Sabemos o quanto isso é bom para os brasileiros, mas até nos recuperarmos dessa crise quem mais sofre? Quem tem filhos.

Não é fácil ser mãe e não ter dinheiro. Não poder fazer todas as vontades do filho dói demais!
Ontem eu não resisti. Foram muito dias recusando brinquedos e bolinhos no mercado. Já dei muito "não" e não consegui dar outro. Minhas filhas são extremamente compreensivas. O que dói mais ainda, porque é fácil dizer não para a criança que faz birra e se joga no chão. Mas dizer não para aqueles olhos brilhantes perguntando: "É caro mãe?" dói demais!

E eu me dei conta do meu valor como mãe. De ser forte. De ir contra meu ímpeto de comprar tudo. Porque muitas vezes não queremos criar seres consumistas mas em outras muitas vezes é por não ter dinheiro para comprar tudo que eles querem. De querer comprar tudo…