Pular para o conteúdo principal

Dificuldades reais da maternidade na juventude




Quando dizem que ser mãe cansa eles não estão querendo dizer exatamente que ser mãe cansa; o que cansa é a rotina, a responsabilidade, os medos, incertezas, ter que lavar o dobro, passar o dobro, cozinhar saudavelmente (e acredite, as vezes cansa pensar o que fazer), responder perguntas desnecessárias (acho que se só tirasse essa parte tirava um grande peso da gente), mas aí vem e dizem: vai ser a melhor escolha que você fez na vida.
Mas peraí, não disseram que cansava?
Sim, mas o que cansa não é ser mãe, o que cansa é ter que fazer tudo isso aí e não poder chorar, é ter que mostrar as caras pra todo mundo como super heroína. Ah! e ser mãe nova é horrível. Não porque você não é capaz, ou porque perdeu a juventude como dizem por aí... isso não é absolutamente nada. Você não perdeu a juventude e é muito mais capaz do que imagina, aliás, é jovem, e jovens costumam não ter medos e gostar de desafios, então a maternidade é só mais um. Mas lidar com as perguntas alheias, ter que se preocupar com a vida, com a carreira, isso não é legal, é isso que cansa na maternidade jovem. Mas acreditem, por mais que isso seja um desabafo se você é mãe antes dos 20 sabe bem como é.
Claro, que eu jamais pensaria diferente, se pudesse escolher, SIM, faria tudo novamente. Aos 19 a gente tem disposição, coragem, sonhos grandes pra um bebê, a gente só não tem maturidade, não muita; mas acho incrível como essa coisa de ser madura anda junto com a palavra maternidade (quanto você nasceu pra ser mãe, claro - porque existem umas pessoinhas no mundo que nem sei como as crianças sobrevivem. Mas pra tudo há exceção).
Sinceramente, não sei apontar qual a maior dificuldade em ser jovem mãe; mas com certeza tudo o que citei não é nem de longe uma dificuldade, é apenas mais um desafios que jovens sonhadoras aceitam pra vencer! Pra serem as melhores mães que podem! Porque não é a nossa idade que nos faz maduras é a maternidade em si, ela tem essa capacidade de mudar nossa visão de mundo. E não importa a idade com que fostes mãe vais concordar comigo. 
Aponto aqui como maior dificuldade na juventude maternal: OS OUTROS. Sim, tem gente demais querendo te "ensinar a ser mãe" (e como você é jovem e procura informações, descobre que não passa de dicas que ouviram dizer).
Uma dica: Seja você! Seja mãe! Pesquise em fontes confiáveis, participe de grupos de mães com mesma idade dos seus filhos. Você aprende e você é capaz. Esqueça o "eu fiz assim e meu filho não morreu". Quer mudar mude! Que ser diferente seja! Seja mãe! Você nasceu pra isso. Poderíamos esperar, sim poderíamos, mas aconteceu. E só por ter aceitado o desafio de uma maternidade na juventude você já é a melhor mãe do mundo, foi a maior prova de amor que você deu à seu filho.

Comentários

  1. Arrasou Bru! Ser mãe cansa sim e demanda muito de nosso tempo e dedicação! A mente precisa estar preparada em lidar com a Maternidade, se não a gente pira TOTAL! Carregar essa responsabilidade as vezes nos surpreende com tudo aquilo que a gente se vê disposta a fazer! Mas nós somos guerreiras e merecemos!

    Beijos!

    www.maternicesdabruna.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos guerreiras e conseguimos! Obrigada pelo comentário e pela visita Bru. 😘

      Excluir
  2. Oi Bruna,
    Amei o post, não fui mãe jovem por opção, somos guerreiras independente da idade que escolhemos ser mães!
    Bjs❤
    Abrir Janela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que guerreiras! ❤
      Obrigada pela visita e pelo comentário Line. 😘

      Excluir
  3. Que texto perfeito! Tenho algumas colegas que engravidaram jovens, mas, na minha opinião? Ser mãe jovem é melhor, pois você acompanha boa parte da vida do seu filho né?! Ele vira seu companheiro, seu parceiro! Claro que pra tudo há dificuldades e a aceitação não só na sociedade como na própria família, é bem complicado, mas, não vejo isso como uma coisa negativa, ser mãe é lindo! É algo inexplicável e eu digo isso porque acompanhei as duas gravidez da minha irmã mais velha e: muito amor <3

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também penso assim. Quanto mais nova mais disposta! E ser mãe independe de idade.
      Obrigada pela visita. 😘

      Excluir
  4. Eu tive o meu com 25 anos, e ainda queria ter outro antes dos 40 anos. Mas Deus sabe de todas as coisas rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe logo terás! 🙏
      Obrigada pela visita. 😘

      Excluir
  5. realmente as tarefas diárias não são fáceis, mas como sempre diga, passa muito rápido!!!
    beijinhos e volte sempre
    http://adeliadanielablog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como passa Adélia. Já sinto saudades!
      Obrigada pela visita. Beijos 😘

      Excluir
  6. Que texto ótimo,falou muitas verdades dessa nossa louca aventura de ser mãe rsrsr
    Beijo
    http://www.simplesedoce.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aventura louca e boa! ❤
      Obrigada pela visita.
      Beijos. 😘

      Excluir
  7. Oi, Bruna.
    Apesar de não passa pela mesma situação, amei o seu depoimento sobre esse momento particular. Muito real e doce.
    Beijos!
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow Aline.. Obrigada.

      Beijos. 😘

      Excluir
  8. Ótimo texto! Ainda não sou mãe, perdi meu bebê há 1 ano e meio mas quem sabe logo não planejo o segundo hehe
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Carol, que triste.. 😢
      Eu também perdi meu segundo bebê a 6 meses.
      Mas Deus sabe o que faz.
      E logo terás o prazer de entrar nesse mundo louco e lindo.
      Obrigada pela visita.
      Beijos. 😘

      Excluir
  9. Respostas
    1. Kkk Ana! Mas vale a pena!
      Obrigada pela visita. 😘

      Excluir
  10. Olá! Ainda não sou mãe, mas sempre ouço isso de quem entrou para a maternidade!


    Beijinhos,

    Beatriz - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E um dia vai falar tbm! Rsrs 🙏
      Obrigada pela visita. Beijos. 😘

      Excluir
  11. Que post lindo Bruna! Ser mãe é lindo e o que cansa mesmo são os afazeres diário. A minha princesa tem 6 anos agora e o cansaço e as preocupações são outras, mais valem cada minuto do meu dia, não trocaria isso por nada nessa vida!!! Beijos

    ResponderExcluir
  12. Que post lindo Bruna! Ser mãe é lindo e o que cansa mesmo são os afazeres diário. A minha princesa tem 6 anos agora e o cansaço e as preocupações são outras, mais valem cada minuto do meu dia, não trocaria isso por nada nessa vida!!! Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu quero engravida mais não sei quando mesmo sendo casada a 6 anos e tendo uma vida e relacionamento estável não me sinto preparada.

    www.omundodadayse.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. É cansativo sim, mas não há coisa melhor no mundo, é um amor inexplicável, não troco por nada!

    ResponderExcluir
  15. É cansativo sim, mas não há coisa melhor no mundo, é um amor inexplicável, não troco por nada!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

A Polêmica do Feijão com a Beterraba!

Recebi de algumas mamães perguntas sobre um post que as mesmas leram na internet (Você Sabia que não pode cozinhar Feijão com Beterraba?), onde se dizia que não se pode cozinhar feijão juntamente com beterraba. Elas me procuraram, pois estavam preocupadas alegando que sempre fizeram isso achando que aumentariam o ferro na alimentação de seus pimpolhos, como percebi que surgiu muita dúvida sobre esse tema resolvi elaborar esse post para esclarecer uns pontos: 



✔Tanto o feijão quanto a beterraba são ótimos alimentos, portanto, a menos que você possua alguma intolerância ou simplesmente odeie esses alimentos, não os exclua de sua rotina alimentar pois eles são super nutritivos!
✔Esses dois alimentos são conhecidos por serem alimentos ricos em ferro, então porque não podemos consumi-los juntos? 

O feijão cozido com beterraba não seria um “super feijão”? 😎
Então não posso mais “comer” feijão junto com beterraba? 😱


🔝Pode! Pode! Pode! 



💡Mas vamos esclarecer: Você pode sim comer feijão junto …

O que aprendi com a fórmula infantil

Por Camila Teles,mãe da Beatriz, nutricionista.
"Beatriz está com 2 meses, a cerca de uma semana estava irritadiça e chorona a tardezinha, nada a satisfazia, e queria mamar de meia em meia hora. Também não estava dormindo bem a noite, ficava muito agitada e "resmungando" durante o sono.
Então, na consulta de rotina com a pediatra relatei esse ocorrido.
Eu já sentia e sabia o que estava por vir, talvez por ser nutricionista, talvez por um instinto maternal, mas antes de tomar a decisão final quis ouvir a opinião da pediatra.
E aí ela me pergunta: você sente suas mamas ficarem cheias?
Eu respondi: não sinto mais
Pronto, ali tive a confirmação de que era realidade aquilo que eu tinha certeza por ser nutricionista, mas não queria acreditar por ser mãe.
Em seguida a pediatra disse que iria avaliar a Bia pra ver o que faríamos e pra minha infelicidade ela havia perdido peso de duas semanas pra cá (não quis a pesar em casa nessa semana pois já imaginava isso).
Enfim a pediatr…

Postagens mais visitadas deste blog

Qual nosso valor? Qual o valor da mãe que há em você?

Estamos em crise  econômica e política. Brasil cada dia levanta mais um pouco da saia e vemos suas sujeiras.Empregos e ações caindo. Preços aumentando.

Sabemos o quanto isso é bom para os brasileiros, mas até nos recuperarmos dessa crise quem mais sofre? Quem tem filhos.

Não é fácil ser mãe e não ter dinheiro. Não poder fazer todas as vontades do filho dói demais!
Ontem eu não resisti. Foram muito dias recusando brinquedos e bolinhos no mercado. Já dei muito "não" e não consegui dar outro. Minhas filhas são extremamente compreensivas. O que dói mais ainda, porque é fácil dizer não para a criança que faz birra e se joga no chão. Mas dizer não para aqueles olhos brilhantes perguntando: "É caro mãe?" dói demais!

E eu me dei conta do meu valor como mãe. De ser forte. De ir contra meu ímpeto de comprar tudo. Porque muitas vezes não queremos criar seres consumistas mas em outras muitas vezes é por não ter dinheiro para comprar tudo que eles querem. De querer comprar tudo…