Siga-nos você também!

Como superar a depressão - parte I



As piores das doenças é aquela que aprisiona a alma. Essa doença é tão conhecida. É a doença do século. As pessoas aprenderam que não podem chorar, que têm que ser forte o tempo todo, que quando algo as frustra de verdade é impossível manter-se em pé.
Quanto mais forte parecemos ser, mais sofremos depois. Porque ninguém nos olha como quem precisa de ajuda. E nós nos desvalorizamos aos poucos e vamos nos acabando...

Sempre fui a garota que tinha tudo o que queria; mas de repente a maternidade me trouxe sentimentos tão diferentes que passei a ver a vida de outra forma. Sempre fui preparada à enfrentar as dificuldades. Mas um dia cansei de ouvir: Você é forte!

Eu só queria ouvir: Chora!

Cansei de dizerem pra eu parar de chorar porque eu tenho tudo na vida, tenho uma filha linda, bolsa integral pelo ENEM na faculdade que queria, nenhuma DP, o estágio que queria, um blog que têm dado super certo, amigos maravilhosos, um namorado prefeito.

Mas aí você percebe que por mais perfeita que seja nunca será suficiente. E quanto mais você sabe e quanto melhor você é mais as pessoas querem sugar de você.

E nessa ninguém percebe quando você só precisava parar e ver que a vida não precisa ser perfeita.

Pode parecer que sou a pessoa mais madura, uma garota de 22 anos muitas vezes tão responsável, com boas ideias, sonhos, lutadora... Mas acreditem: quanto melhor por fora, pior por dentro. Não é ingratidão. Eu consigo agradecer por tudo o que tenho. Mas me desespero, porque isso é mais forte do eu.

Tem sido uma luta diária. Lutar contra as próprias forças é difícil. Mas se tem algo que me ajuda é escrever, quando coloco aqui e tento ajudar os outros, consigo ver o que de fato preciso fazer pra melhorar. Infelizmente é uma luta individual. Só eu vou conseguir. Remédios não conseguem. Eles mascaram, mas a força vem de dentro de você.



Às vezes me sinto péssima, quase impossível. A vontade de morrer, ou melhor, falta de vontade de viver é intensa. E as pessoas dizem: pensa na sua filha! Mas caralho! Sou EU! Sou EU que estou sofrendo e não conseguindo levantar da cama, e pensar que há pessoas que precisam de mim às vezes me faz sentir inútil. Porque não consigo, e quanto menos consigo, mais frustrada fico e menos consigo "pensar nas pessoas que precisam de mim".

Então assim.. quando você quiser ajudar alguém não diga pra ela ser forte e nem pra tentar superar, ela não consegue sozinha. Apenas continue do lado dela. Apenas faça o que sempre fez. Não a culpe, não a force, não a condene. É uma briga enorme aqui dentro. Que ainda sei que posso superar. Mas tem dias que simplesmente não dá. Que simplesmente quero olhar para aquele rio e descobrir o que há depois dele.

A vida é bela sim, sempre acreditei. Mas ela é bela quando se tem amor, esperança, fé... Se qualquer um desses acabam infelizmente acabam também toda a nossa construção de ser humano.

Mas passa... vai passar... lá no fundo... bem lá no fundo... acredito no amor, esperança e fé!

Que Deus nos proteja, e que todos que estão nessa caminhada consigam chorar e sair desse barco.

Sei que somos fortes, mas sei também que não temos que ser fortes o tempo todo.







Bruna Francine

Comentários

Mais vistas...

TAG - Eu NUNCA

Porque comer legumes e verduras na gestação (e durante a amamentação)

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?

Loucuras e realidades da maternidade. Siga a gente no Instagram!

Blogs que sigo