Siga-nos você também!

Quando eu me dei conta que me tornei uma MULHER!

Entre as coisas que a maternidade nos traz são mudanças significativas no ser, no falar,  no agir, no corpo,  nos pensamentos. .. enfim. . Amadurecemos. E chega uma hora que nos damos conta que apesar de apenas 21 anos, não somos qualquer jovem de 21 anos, somos mães de 21 anos.  E isso implica muitas mudanças pessoais, nossa visão de mundo.  De certa forma,  quando vemos meninas da nossa idade se interessando por determinadas baladas, roupas e festinhas vemos que nossa diversão mudou.  Mas não porque o filho impede, mas porque por nós mesmos a diversão passa a ser outra.  Passamos a ver churrasco entre amigos como momentos preciosos pra por conversas em dia, se divertir,  beber algumas e poucas (porque na manhã seguinte ainda vai ter um bebê acordando cedo e te chamando de mamãe), passa a ser algo valioso cada festa.  Passamos a ver festa de criança como verdadeira confraternização em família e  entre amigos e uma verdadeira recordação de como é bom ser criança.  E quando passamos a ter pensamentos de tal forma, percebemos que amadurecemos tão rapidamente que determinadas coisas deixaram de ter importância e outras passaram a ter um valor maior. 
Fazer papinha passa a ser uma virtude de mãe que busca o melhor,  percebemos que os sites que buscamos não são mais apenas dos nossos hobbies... seja maquiagem, festas, dança,  músicas. ..sim também esses; mas quando nos pegamos em sites de alimentação infantil,  de roupas infantis, etc.,  vemos que não somos mais nós simplesmente.  Somos mães!  Mães maduras. De certa forma isso me assusta um pouco. .. às vezes acho que pulei fases, mas percebo que só aprendi e que quanto antes mulher mais experiência terei como tal. A minha menina continua existindo aqui dentro; mas ela percebeu que a exteriorização é uma mulher!  E isso é gostoso! É maduro! É de mãe!  É de jovem mãe! 

E você jovem mamãe,  que está se sentindo assim lembre que você é uma mulher!  Não se desvalorize!  Não desista de cuidar do seu bebê.  Vai valer muito a pena quando você perceber do amor que é capaz de dar e da pessoinha que foi capaz de criar!  Apenas lute,  conte com ajudas,  mas tome suas próprias decisões como mãe.  Pesquise, leia, pergunte;  mas não desacredite no seu potencial.  Você é mulher! É madura!  Mas é uma jovem mãezinha que tem muito pra viver e vai viver tudo isso com um bebê lindo que é seu maior prazer e sua maior superação na vida. E isso poucas meninas sabem o que é viver!






Por: Bruna Francine

Comentários

Mais vistas...

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

TAG - Eu NUNCA

Já Curtiu Jovens Mães no Facebook?

Loucuras e realidades da maternidade. Siga a gente no Instagram!

Blogs que sigo