segunda-feira, 24 de agosto de 2015

A escolha do Nome

A escolha do nome é uma "tarefa" não tão fácil, há pessoas que já sabem o nome dos filhos antes mesmo de planejarem por eles, porém há certas situações que marcam tanto a ponto de influenciar na escolha do nome. Sempre acreditei que é preciso ter um significado para tudo, principalmente no que tange à forma como chamaremos para sempre alguém. Não só o significado etimológico, mas principalmente a história por traz do nome, para mim as histórias são o que motivam gerações a levarem nomes honrados e tudo mais. Claro, saber o significado, ligado à história que contarei logo abaixo, a sonoridade, possíveis apelidos... essas coisas todas que precisamos levar em conta. 
No sentido Literal, Lara significa "muda" ou "falante", contraditório, mas dependendo do contexto na história grega poderia significar um ou outro, e estendo isso hoje, Lara foi meu poço de segredos durante a gestação, ela sentiu todos os meus medos e também vibrou comigo em todas as vitórias, foi muda nesses momentos, hoje aprendendo a falar ela me surpreende com cada novidade e novo som.





A história...

Meu primeiro emprego foi em uma Creche, eu trabalhava no berçário, logo que entrei entrou também uma menininha de nome Lara, afeiçoei-me muito à ela, gostava do jeitinho, apesar de chorar muito eu sentia que conseguia acalmá-la; porém ela não se adaptou ao ambiente da Creche e a mãe resolveu tirá-la, chorei em meu cantinho quando tive a notícia, e logo depois descobri a gravidez, foi então que resolvi estender o carinho por aquela menininha à meu bebê caso ele fosse uma menina. E assim foi. pesquisei todo o significado, gostava da sonoridade e tudo mais. Insisti bastante com o pai para que não fosse Laura, apesar de um nome lindo não teria uma história, seria apenas um nome.
E hoje vejo que combinou com ela. Minha amiga, minha confidente, minha tagarelinha que me dá forças. LARA! 



Por: Bruna Moreli


domingo, 16 de agosto de 2015

Look do dia

Hoje foi dia de passeio ao ar livre.  E passeios assim em dia de calor,  sempre demandam roupas leves e confortáveis.  Para bebês temos que sempre pensar no conforto deles antes da beleza, principalmente se quisermos que seja um passeio agradável em que o bebê divirta-se e nós também. 
Lara foi de macacão florido que ganhou da prima Samantha e sandálias do brechó infantil. O chapeuzinho além de estiloso é indispensável para uma bebê branquinha como ela. E claro,  protetor solar adequado pra idade é recomendado. 
Segue as fotos de hoje.









sábado, 15 de agosto de 2015

A primeira vez que senti meu bebê mexer

A melhor sensação...


"Dia 15 de agosto, papai e mamãe foram à Rafard, com a amiga Simone, pra mamãe fazer os exames para admissão na prefeitura de lá. Fomos fazer os exames de raio-x* com as devidas precauções para não machucar você, e enquanto esperávamos, deitada, mamãe sentiu você mexer pela primeira vez! Chamei papai e você ficou um 'pelotinho'. Foi maravilhoso sentir você!"

Hoje, abri exatamente essa página do "diário da gestação", há exatamente dois anos senti a primeira manifestação da Lara. Isso é emocionante e os movimentos do bebê nos acompanham o tempo todo e é uma das coisas mais sensacionais que já vivi. Já estava aí de 17 semanas e a barriga crescendo...






*O exame de raio-x pode ser feito na gestação, usando-se uma colete de chumbo protetor. Mas se poder evitar tal exame, a recomendação dos médicos é que se adie para depois da gestação. Mas não há problemas em se fazer uma radiografia diagnóstica tomando-se tais precauções.


Por: Bruna Moreli

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Volta às aulas

A saudade é grande...

Há coisas na vida que precisamos fazer e outras fazemos por opção,  mas também há coisas que simplesmente podemos fazer a opção de precisar fazer, para que vire meta e com determinação seja mais fácil superar quando a dor e as dificuldades chegam.
Um dos maiores desafios da maternidade na juventude não é a imaturidade como mulher e mãe,  porque essa, adquirimos no decorrer da gestação e a cada dia e é algo que é instintivo, além do aprendizado que buscamos,  claro que há também a determinação,  que não nos deixa + mães, mas nos deixa a melhor mãe pra um filho.
Mas como dizia, a maior dificuldade está em adequar a maternidade à realidade de jovem.  Incluir e mesclar maternidade e estudos,  por exemplo, é algo conflitante e difícil,  seja pelas horas que passamos distantes ou seja pela dificuldade que um curso superior exige por si só. 
Quanto ao tempo, o que podemos e devemos fazer é aproveitar ao máximo o pouco que temos junto com os filhos e parar de se culpar pelo tempo longe,  pois até esse é por eles, pelo futuro. 
Essa noite a saudade apertou de uma forma impossível,  e não sobrou-me alternativa senão ficar em casa com a Lara.  E o mais divertido foi brincar de cabeleireira. Ela penteando (embraçando) meu "cabelon" com o pentinho roxo (ela não quis outro). São pequenas coisas gostosas e que tornam o momento entre mãe e filha agradável e nos aproxima independente de qualquer distância e tempo longe.
Risadas são garantidas quando a mãe se compromete em fazer aquele tempo o melhor.
Faça o seu melhor enquanto estiver com o bebê,  é desses momentos que ele precisa e só você mãe pode dar. Afinal, "não importa a quantidade do tempo,  mas a qualidade com que se vive cada minuto".



quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Aniversário e as reflexões

Comemorando 19!

14 semanas


Celebrar aniversário é algo estranhamente mágico, um dia onde todos seus “amigos” do facebook estranhamente se lembram de você. Um dia em que todos os desejos para você, pelo menos aparentemente, são de felicidades perpétuas. E quando seu aniversário é pouco tempo depois de se espalhar a notícia de gravidez tão jovem?! Ah! Já é um momento de reflexão, e ainda temos que lidar com comentários e desejos de parabéns, que sabemos, vêm cheios de comentários implícitos; mas você, minha jovenzinha grávida, pode dizer a todo mundo que o dia é seu! Só seu! você é mãe sim, o bebê está sim com você, mas você ainda é uma pessoa, ainda tem sentimentos e ainda merece receber notícias de que a vida vale a pena e é bonita. Porque seriam as palavras que você receberia se estivesse "sozinha". 
Bom, mas a realidade é que você não está, e muitos irão começar desde agora a te dar muitos presentes relacionados a mães; acostume-se, seus verdadeiros amigos sempre lembrarão de você! Aproveite seu dia da mesma forma, seja feliz da mesma forma, curta esse serzinho dentro de você, e reflita que a partir desse aniversário o seu maior presente em todos os outros até o fim da vida será o sorriso dessa pessoinha que você está gestando, e que você jamais pensará em presentes sem lembrar dele, você sempre sorrirá se ele estiver com você!
Então, esqueça as reflexões tradicionais de aniversário e de que juventude é pra ser curtida, a forma de curtir a sua é diferente, e sua vida não acaba, mas começa magicamente, estranhamente, doloridamente e maravilhosamente agora!
O que nos resta fazer é aproveitar cada momento e aceitar todo voto bom e desejar o mesmo em dobro.
Afinal! Aniversário é um tempo bom! Tempo de celebrar mais um ano de vida e existência! E tem coisa mais magnifica e milagrosa do que viver?! E do que gerar uma vida?!
Então.... Apenas vamos celebrar!

Por: Bruna Moreli

domingo, 9 de agosto de 2015

Dia dos Pais

Quando deixamos a adolescência e nos tornamos mães, passamos a ver beleza no pouco.  Não é diferente quando o mesmo acontece com os garotos.  E então,  num dia como esses o melhor presente é aquilo que seu filho é capaz de produzir. E o incentivo nessa fase é muito importante e o resultado é maravilhoso aos nossos olhos.
Até ontem as crianças eram nós.  E hoje já são nossos filhos. E nós nem se quer imaginávamos que poderia ser assim tão cedo para nós. 
Mas, mãezinha jovem( e papais)... Você pode continuar a fazer desenhos que gostava,  só que agora você tem uma companhia pra fazer com você!
E a todos os pais também adolescentes,  feliz dia dos Pais! A responsabilidade "jogada" em vocês tão novos e com tantos sonhos não deve ser fácil,  mas acreditem:  a recompensa vem sempre!  E um dia você será o herói do seu filho como seu pai era o seu! Parabéns! 
Por: Bruna Moreli.
Desenhos: Lara B. Ribeiro

sábado, 8 de agosto de 2015

Sangramento no primeiro trimestre - é normal?

8 semanas

 Um sangramento é algo comum para as mulheres quando se trata de menstruação regular, mas quando se trata de gravidez é algo que devemos nos atentar, pode não ser nada como no meu caso, ou pode ser algo preocupante. De qualquer forma, tive muito medo e procurei imediatamente um hospital, apesar da gravidez inesperada eu desejava muito meu bebê e já o amava e queria dar o meu melhor pra ele.
Foi a primeira vez que a mamãe teve medo de te perder, bebê (esse é o pior sentimento do mundo), Então realmente comecei um tratamento - até então ainda estava confusa quanto a médico, convênio, etc. Depois descobri sozinha que primeiro devemos escolher um humanizado, e acreditem, não são todos, como deveriam, mas enfim, isso é assunto pra outra hora. Foi então quando “caiu a ficha” que eu deveria pensar em você em tudo que eu fizesse, cada movimento, cada gesto, cada coisa que comesse, tudo você estaria fazendo junto comigo.

Era então preciso marcar o pré-natal, onde acompanharia você a gestação inteira, bebê, seguindo as indicações médicas (e um pouco de instruções caseiras funcionam também) e faria tudo pra você crescer forte!

Esse momento em que "cai a ficha" é um pouco desesperador, mas sabe, aos poucos vamos nos sentindo mais mulher, começamos a pensar em tudo para o bebê, nossa vida passa a girar em torno do bebê, e isso acontece independente de que fase da vida veio. Simplesmente acontece. E de repente você percebe que já é uma mãe!

"Mães jovens são aquelas jovens de espírito para brincar com os filhos, e jovens mães são aquelas que amadurecem para cuidar deles da melhor forma possível. E isso independe de idade!"


Por: Bruna Moreli     

Look do dia

Faixas de Cabelo


Se tem uma coisa que todas as garotas gostam é moda. Talvez você nem seja lá tão "antenada", nem se quer acompanhe as últimas coleções.  Mas toda garota quer ser bonita e se preocupa com o look. 
Quando nos tornamos mães,  mesmo que jovens, não deixamos de nos embelezar, porém mesmo sem querer todo look que olhamos pensamos nos nossos babys. São nossos modelinhos.. rsrs.
Hoje Lara está modelando para Marcia Del Rio (curta a página no face: Del Rio Artesanatos) com as faixas de cabelo.  Usei esse tipo de faixa desde que ela é pequena. Sou apaixonada por laços e flores!  Essas feitas com tecido de meia são as melhores e não apertam a cabecinha do bebê.






Por: Bruna Francine

Arte de: Marcia Del Rio 

O que deixou de ser segredo...

6 semanas


Depois que descobrimos a vinda de um bebê, ainda passamos quase um mês sem contar pra ninguém. Até que um dia minha irmã estava em casa e então contei a ela e fui fazer um exame de laboratório (ela me forçou a ir) para ter certeza que estava mesmo ali. Fomos juntas e ansiosamente esperamos pelo resultado que ficou pronto em menos de uma hora: você bebê, estava mesmo ali. Então tomei coragem para contar pra vovó (na verdade minha irmã me forçou de novo - sob argumento de que eu teria que iniciar um pré natal logo para segurança do bebê, isso pareceu-me coerente, então me convenci), foi meio estranho, é como se eu tivesse traído a confiança dela, sabe?! Morávamos só nós duas, e eu tinha acabado de entrar pra faculdade! O que ela ia pensar de mim? Que sou a filha má, com certeza! Mas não foi bem assim.. tomei um sermãozinho, algo como: "onde você tava com a cabeça!?", "mas você acabou de começar a faculdade" "agora que tá, fazer o que, vamos cuidar", enfim, acho que toda mãe que recebe uma notícia dessas diz isso. rsrs. Passado o choque inicial percebi que seria mais fácil do que pensei. Ah! não! E meu pai?? Como vou contar isso pro meu PAI ??? É, fiz a mesma coisa: liguei. Acho que não conseguiria encarar nenhum dos dois, pelo telefone seria mais fácil, pelo menos eu não correria o risco de apanhar, apesar de achar que nenhum dos dois fariam isso. Bom, meu pai simplesmente disse depois de um minuto de silêncio (acho que ele estava se contendo pra não me xingar de tudo que fosse possível): Parabéns!
 Confirmei para o papai, que contou para a mãe dele, e a partir de então começamos espalhar para toda a família. Muitos receberam a notícia com surpresa, mas desde o começo todos apoiaram e estiveram do nosso lado.Você, bebê, já estava de seis semanas.


Ps para Lara: Mamãe já não precisava mais esconder os enjoos que estava tendo, vomitava todos os dias quando chegava da faculdade e dizia pra vovó que era algo que tinha comido, mas na verdade era você ali. (leia mais como eu fazia para minimizar os enjoos )
É, amigas, uma gravidez inesperada tem muitos momentos de emoção, e se você gosta de emoção é uma boa; mas se puder seguir meu conselho: espere, planeje, rsrs, com certeza as emoções serão boas também.
Não desista de nada que sonhou, como me disseram muitas vezes: "gravidez não é doença, apenas cuide porque é uma vida!"
Não dê ouvidos a ninguém que te deixe pra baixo, você já é forte por superar esse primeiro impacto. Seja forte, procure informações, a gestação te reservará muitas surpresas. Pare de pensar nos outros, o pré-natal no primeiro trimestre é extremamente impontante! Faça o seu melhor de mulher desde já, você pode! E vai ser a melhor mãe do mundo! Acredite! Não importa tua idade, importa o amor que você tem pra dar, e a força de vontade que terás pra superar o que der e vier!

"Mães jovens são aquelas jovens de espírito para brincar com os filhos, e jovens mães são aquelas que amadurecem para cuidar deles da melhor forma possível. E isso independe de idade!"


Por: Bruna Moreli

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

A confirmação da gravidez

4 semanas


De repente me peguei naquele dilema que toda adolescente um dia passou: “Menstruação atrasada!” (mesmo que o teste tenha dado negativo, muitas já passaram por isso e sentiram na pele o tal medinho). Pois bem, também passei por esse dilema e também fiz o tenebroso teste. Vamos aos acontecimentos:

Fiz meu primeiro teste de farmácia no banheiro da faculdade, que uma amiga comprou pra mim, e o teste falhou; mas eu estava tão ansiosa pra saber se estava mesmo grávida (e de alguma forma eu já tinha certeza que estava), que saí da faculdade e fui até a farmácia com essa mesma amiga só pra comprar outro teste e fazer. Foi então que veio o resultado cheio de sentimentos (alegria, medo, incerteza...): POSITIVO! Passei a pensar mil e uma coisas que mudariam em minha vida, a princípio disse: "tudo bem", mas aí ela virou e me disse: "você ainda vai chorar" e ali mesmo desabei e chorei; claro, mas também sorri, porque sabia que era uma vida que estaria sendo criada a partir de mim. De certa forma é um dom.
Levei uma semana pra contar pro papai, nesse tempo todo pensando em todas as maneiras possíveis de contar para ele, e quais seriam os melhores lugares. Fomos para Aparecida do Norte nessa mesma semana, e então em uma de nossas paradas resolvi contar para ele, nada melhor do que a viagem para a casa da Mãe para contar que eu também esperava um bebê, assim como Maria e José esperaram por Jesus(pode parecer irônico, mas independente dos acontecimentos eu também seria uma mãe).  Já estava de quatro semanas. Lara já era um ser, já tinha um coraçãozinho batendo acelerado dentro do ventre da mamãe - essa história de coração batendo dentro de mim era linda, mas confesso, me assustava um pouco.


Ps para Lara: Mamãe tinha dançado uma coreografia no dia das mães na Creche em que trabalhava sem saber que você já estava no ventre dançando junto comigo. E a música diz que “Aos olhos do Pai você é uma obra prima que Ele planejou” 

Pois é, foi difícil passar por esse misto de emoções, gostaria muito de ter tido uma gravidez planejada, como muitas mães têm; mas esse foi meu destino, esse foi o começo de uma história, espero que você que a lê a acompanhe sempre, ela não terá um fim, pois a vida é um livro que sempre será escrita e recordada. É estranho pensar na forma como tudo surgiu, mas é lindo saber que podemos conviver muito bem. Mamães que como eu tiveram esse POSITIVO, não se abalem e continuem, foi só uma forma da vida te dizer que você é capaz de cuidar muito bem de alguém, e uma oportunidade belíssima que a vida te dá todos os dias de criar um futuro melhor, pois o seu filho e os valores que colocas neles será o futuro de amanhã!

"Mães jovens são aquelas jovens de espírito para brincar com os filhos, e jovens mães são aquelas que amadurecem para cuidar deles da melhor forma possível. E isso independe de idade!"


Por: Bruna Moreli

A descoberta

O susto da gravidez na adolescência


Assim que descobri da gravidez, e passado o susto que toda mãe leva, (principalmente gravidezes inesperadas), percebi que poderia fazer diferente do que diziam e fazer com que a gestação e a maternidade fosse algo digno e magnífico para mim. Comecei a fazer isso escrevendo pequenos textos, e ao elaborá-los passei a amar cada vez mais o serzinho que estava dentro de mim. Com ajuda da escrita passei a perceber que eu poderia continuar vivendo tudo e dar o melhor de mim como mãe, mulher, estudante e jovem. Poderia ser tudo sem deixar de ser nada. Afinal, mulheres são capazes de fazer um pouco de tudo não é?!
Foi difícil desmitificar que seria impossível conciliar faculdade, trabalho , diversão e etc.
Mas consegui. Hoje posso dizer que sou uma jovem mulher realizada com a preciosidade que tenho para cuidar, e que tudo o que tenho conseguido e amadurecido na vida é por ela!

Postarei frequentemente os textos escritos durante a gravidez e os conciliarei com postagens recentes de como tem sido a maternidade tão jovem.

Só quero adiantar para qualquer mãe de qualquer idade, que todos os seus sonhos são possíveis, e incluir seus filhos neles não é difícil; podemos ser o que quisermos e fazer o melhor que pudermos sem sacrificá-los, acreditem: com 15, 25, 30, 40.. você é o melhor exemplo de ser humano que ele tem; se deres amor e compreensão ele será um ser humano amoroso e carinhoso, o que fores ele será, pois antes de mais nada e independente do que acontecer você sempre será o maior exemplo deles!

Que todas nós possamos caminhar juntas como mães!

Bem vindas ao blog!

"Mães jovens são aquelas jovens de espírito para brincar com os filhos, e jovens mães são aquelas que amadurecem para cuidar deles da melhor forma possível. E isso independe de idade!"



Por: Bruna Moreli

Destaque do dia

FANTASIA DE CARNAVAL - "PRINCESA UNICÓRNIO"

Receba novas postagens por e-mail!

Posts Recentes